TI INSIDE Online -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Veeam vence novo processo por quebra de patentes contra Symantec

Postado em: 14/05/2015, às 19:20 por Redação

A Veeam Software, fornecedora de soluções de proteção de dados em ambientes virtualizados, venceu o processo em que era acusada de quebra de patentes pela fabricante de softwares de segurança Symantec. A Comissão de Recursos e Julgamento de Patentes do Escritório de Marcas e Patentes dos Estados Unidos (USPTO, na sigla em inglês) emitiu as decisões finais em mais quatro procedimentos de interpartes a favor da Veeam. Dessa forma, todas as reinvindicações restantes de propriedade de patentes da Symantec contra a empresa em seu segundo processo judicial, que corre no Tribunal Distrital do Norte da Califórnia, ficam invalidadas.

O despacho da Comissão refere-se quatro patentes da Symantec (U.S. Patent nºs. 7.831.861, 7.024.527, 8.117.168 e 7.480.822). Com esta decisão, o total de patentes da Symantec invalidades já chega a sete. Anteriormente, em julho do ano passado, o USPTO invalidou outras três patentes da empresa (7.093.086, 6.931.558 e 7.191.299), parte do primeiro processo contra a Veeam.

"Essa decisão significa que a Symantec nunca mais poderá reivindicar essas patentes contra os produtos da Veeam", disse Ratmir Timashev, CEO da Veeam. "Estamos satisfeitos com as decisões do USPTO, que são uma prova de que o sistema de patentes dos EUA não protege patentes que não representem uma inovação autêntica."

As disputas entre a Veeam e a Symantec já se arrastam há três anos. O que motivou a ação da Symantec, segundo Timashev, foi o fato de os produtos de backup para legado físico da empresa não terem conseguido competir com a "abordagem inovadora" da Veeam, de entregar soluções de disponibilidade para data centers. "Preocupada com o sucesso crescente das nossas soluções, ela iniciou dois processos judiciais separados no Tribunal Distrital do Norte da Carlifórnia — o primeiro aberto em fevereiro de 2012, e o segundo, em outubro de 2012 —, alegando que nossos produtos infringiram diversas patentes de armazenamento de dados, restauração e backup", conta ele.

RSS
Facebook
Twitter
LinkedIn

Tags: , , , , , ,

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)

Top
Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial