TI INSIDE Online -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Receita da GFT cresce 15%, mas lucro tem queda de 11% no terceiro trimestre

Postado em: 16/11/2016, às 19:51 por Redação

A GFT Technologies anunciou nesta quarta-feira, 16, os resultados financeiros do terceiro trimestre e dos nove primeiros meses deste ano. O lucro líquido no terceiro trimestre 5,8 milhões de euros, uma queda de 11% na comparação com os 6,6 milhões de euros contabilizados em igual período do ano passado.

No entanto, a receita consolidada no período aumentou 15%, de 92,7 milhões de euros no terceiro trimestre de 2015 para 106,2 milhões no mesmo período deste ano. Ajustado à contribuição das receitas das empresas adquiridas pela GFT, a Adesis Netlife e a Habber Tec Brasil, o crescimento orgânico no terceiro trimestre foi de 12%.

A geração de caixa medida pelo Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciações e amortizações) teve um salto de 8% em relação a 2015, passando de R$ 11,5 milhões de euros um ano antes para 12,4 milhões de euros no terceiro trimestre deste ano.

Segundo o informe de resultados, o crescimento dos negócios nos primeiros seis meses foi mantido durante o terceiro trimestre. A empresa aponta a forte demanda por soluções e projetos de transformação digital como um dos principais motivos de crescimento.

O segmento Europa Continental gerou um crescimento de receita de 24%, fechando em 48,9 milhões de euros no terceiro trimestre, o que representa 46% da receita consolidada. No mesmo período de 2015, a receita foi de 39,4 milhões de euros, cerca de 43% da receita. Tal crescimento mais uma vez foi impulsionado pela forte demanda por parte dos bancos de varejo por soluções para digitalizar seus processos de negócios.

Apesar do baixo desempenho no setor de investment banking, o segmento Américas & Reino Unido, que trabalha com muitos bancos de investimento, registou crescimento de receita de 4%, passando de 53,3 milhões de euros no ano passado para 55,4 milhões de euros no terceiro trimestre de 2016. A divisão contribuiu com 52% da receita consolidada. Em 2015 a contribuição foi de 57%.

Nos primeiros nove meses do ano, a GFT elevou sua receita em 16%, alcançando 314,2 milhões de euros. No mesmo período de 2015 a receita foi de 271,4 milhões de euros.

A receita do segmento Europa Continental aumentou 27%, alcançando 145,6 milhões de euros nos primeiros nove meses, o que representa 46% da receita consolidada. No mesmo período de 2015 os valores atingiram 114,37 milhões de euros, correspondendo a 42% da receita consolidada.

No segmento Américas & Reino Unido, a receita nos primeiros nove meses subiu 6%, passando de 157,11 milhões de euros para 166,24 milhões de euros, considerando o mesmo período entre 2015 e 2016. Como resultado, esta divisão contribuiu com 53% da receita consolidada nos primeiros nove meses. No ano anterior a contribuição foi de 58%.

O lucro líquido da GFT nos primeiros nove meses aumentou 17%, totalizando 18 milhões de euros contra 15,4 milhões de euros no mesmo período de 2015. O Ebitda nos primeiros nove meses aumentou 9%, totalizando 34 milhões de euros. No mesmo período de 2015 foram 31,3 milhões de euros. Este valor já abarca as mudanças cambiais negativas de -2,42 milhões de euros em relação aos primeiros seis meses, devido à desvalorização da libra esterlina no período após o referendo do Brexit. Os efeitos da mudança foram apenas marginais no terceiro trimestre. O resultado antes dos impostos para os primeiros nove meses aumentou em 4%, de 22,7 milhões de euros (2015) para 23,71 milhões de euros.

 Para o ano todo, a GFT prevê receita de 420 milhões de euros, com um Ebitda de 46,50 milhões de euros.

RSS
Facebook
Twitter
LinkedIn

Tags: , , , , ,

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)

Top
Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial