TI INSIDE Online -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Ex-CEO da Autonomy acusa HP de enganar acionistas sobre perda de US$ 5 bilhões

Postado em: 19/03/2014, às 20:25 por Redação

O ex-CEO e fundador da Autonomy, Mike Lynch, acusou a HP de enganar seus acionistas sobre a perda contábil de US$ 5 bilhões. A desenvolvedora britânica de software foi adquirida pela HP por US$ 10,2 bilhões em 2011. A manifestação do executivo foi feita nesta quarta-feira, 19, momentos antes da assembleia anual de acionistas da HP.

Em uma carta aberta publicada em seu site, Lynch, que foi demitido da HP em abril 2012, afirma que a empresa "vazou seletivamente os documentos e informações aos meios de comunicação internacionais, frequentemente utilizando material tirado de contexto para criar falsas impressões e manchar a nossa reputação". Esta não é a primeira vez que o executivo culpa a HP pelo prejuízo.

A HP alega que irregularidades contábeis na fabricante de software foram responsáveis pela perda de mais de US$ 5 bilhões em 2012, citando a inclusão de vendas de hardware abaixo da margem em seus livros fiscais, entre uma lista de possíveis atividades fraudulentas. Ela também diz que os administradores da Autonomy inflaram as receitas e o lucro da empresa.

As acusações são negadas por ex-executivos da Autonomy, inclusive Lynch. Os ex-gestores da empresa dizem que houve confusão sobre a forma como a receita é reconhecida.

Lynch usou a carta para negar novamente "todas as sugestões de irregularidades" e solicitou mais informações ou provas da HP para comprovar qualquer uma das alegações. Segundo ele, a HP tem "repetidamente se recusado a mostrar as provas contra a equipe de ex-gestores da Autonomy".

Um porta-voz da HP disse ao jornal britânico Financial Times que [como a HP tem relatado] ela descobriu várias irregularidades contábeis na Autonomy antes de sua aquisição. E disse que essas irregularidades foram informadas aos reguladores, civis e penais, apropriados nos EUA e no Reino Unido. "A HP continua a cooperar com as investigações em curso por esses órgãos reguladores", disse ele, que não teve o nome revelado.

RSS
Facebook
Twitter
LinkedIn

Tags: , , ,

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)

Top
Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial