TI INSIDE Online -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Tecnologia LTE domina mercado no final de 2017

Postado em: 22/03/2018, às 23:13 por Redação

A LTE passou a ser a tecnologia celular sem fio predominante no mundo a partir do quarto trimestre de 2017, com mais de 35% de participação do mercado, oferecendo acesso sem fio 4G a serviços e aplicativos a uma grande parcela de população mundial. A 5G Americas anunciou nesta quinta-feira, 33, que a LTE registrou um crescimento surpreendente na América do Norte, América Latina e no resto do mundo durante o quarto trimestre de 2017, de acordo com dados da Ovum.

A LTE registrou sua maior participação de mercado, 74%, na América do Norte, à frente de qualquer outra região; em comparação, a tecnologia conta com 56% do mercado na Oceania e Leste e Sudeste Asiático e 44% na Europa Ocidental. A LTE cresceu muito na região da América Latina e do Caribe, contabilizando 29% do mercado no final de 2017.

"A LTE é o carro chefe do setor de mobilidade sem fio, mantendo seu crescimento não somente em termos do número de conexões globais e as 500 redes comerciais já em operação, mas também por sua evolução desde as primeiras redes lançadas em 2009 até as atuais redes operando com a tecnologia LTE-Advanced Pro, que servirá como base para a 5G nos próximos anos", disse Chris Pearson, Presidente da 5G Americas. "A LTE deve manter essa trajetória de crescimento até 2022, quando o número de conexões 5G deve começar a crescer mais".

Hoje, a LTE está presente em 585 redes no mundo inteiro, das quais 233 operam com a tecnologia LTE-Advanced (TeleGeography-GlobalComms Database). O sucesso global da LTE criou uma plataforma para a cobertura, roaming e as bilhões de conexões LTE no mundo.

4o trimestre  – América do Norte

Nos EUA e no Canadá, a LTE registrou 353 milhões de conexões e penetração de 97%, comparado com uma população de 363 milhões. A taxa penetração da LTE na América do Norte deve passar o marco de 100% em 2018. A LTE não deve atingir 100% de penetração em qualquer outra região antes de 2019. A taxa de penetração deve atingir 132% em 2021, quando as novas conexões 5G começam a ter um impacto sobre o número de assinaturas e a penetração da LTE. No final de 2017, a LTE contou com: 64% de penetração na Oceania e Leste e Sudeste Asiático; 60% de penetração na Europa Ocidental; 35% de penetração no Oriente Médio.

Além de registrar uma taxa de penetração muito acima das outras regiões, a LTE mantém a maior participação de qualquer tecnologia móvel nos EUA e o Canadá, com 74%. A participação de mercado reflete a porcentagem de conexões móveis sem fio que dependem da tecnologia LTE, comparada com todas as outras tecnologias móveis, 353 milhões de conexões LTE no 4T 2017; crescimento anual de 48 milhões ou 16%

A LTE deve atingir 491 milhões de conexões até o final de 2021 (incluindo M2M) quando o número de conexões deve começar a cair.

Previsão de 31 milhões de conexões 5G em 2021 – a maior participação de todas as conexões 5G no mundo

4º trimestre – América Latina e o Caribe

Jose Otero, diretor da 5G Americas para a América Latina e o Caribe, resumiu as tendências regionais, observando que "O número de conexões de banda larga móvel manteve uma trajetória de crescimento rápido na América Latina, impulsionada pela demanda por conexões mais rápidas nesta região. Como resultado, a região terminou o ano de 2017 com 18 redes LTE Avançado (LTE-A) e a implementação da primeira rede LTE-A Pro está prevista para o início de 2018. Os governos também estão tentando acelerar a adoção de serviços de banda larga móvel através da alocação de mais espectro licenciado. Em 2018, todos os países da América Latina, com a exceção de Cuba, devem ter pelo menos uma rede LTE-A. A 5G Americas está prevendo vários testes com a tecnologia 5G na América Latina em 2018".

No final de 2017, a participação de mercado da LTE aumentou de 17 para 29% na comparação anual, e deve ser a tecnologia mais prevalente da América Latina até o final de 2019.

Total de 690 milhões de assinaturas banda larga móvel

201 milhões de conexões LTE; 81 milhões de conexões novas desde o 4T 2016, ou crescimento de 67%

A LTE deve atingir  258 milhões de conexões até o final de 2018 (incluindo M2M)

A LTE será a tecnologia celular mais prevalente em 2019

a LTE deve atingir 500 milhões de conexões até o final de 2022 (incluindo M2M)

4º trimestre – Global

A LTE registrou 2,8 bilhões de conexões globais no final de 2017, e está prevista a ultrapassar o marco de 3 bilhões em meados de 2018, chegando a 4 bilhões em 2019 e mais de 5 bilhões em 2021. É uma velocidade de crescimento surpreendente, com as 1,5 bilhão de conexões registradas em junho de 2016 deve aumentar 100% em dois anos para atingir 3 bilhões em meados de 2018. Além disso, a LTE atingiu 35% de participação de mercado no final de 2018 e deve manter essa trajetória de crescimento rápido nos próximos anos.

"A Oceania e Leste e Sudeste Asiático têm um papel importante, representando 41% de todas as assinaturas LTE em 2022, comparado com 32% de todos os assinantes celulares no mundo inteiro. É interessante observar que enquanto a LTE deve manter essa trajetória surpreendente de crescimento durante os próximos cinco anos, a 5G deve começar a ganhar mercado – especialmente na América do Norte e Oceania e o Leste e Sudeste Asiático – e o número de assinantes LTE deve começar a cair", disse Kristin Paulin, analista sênior da Ovum.

A LTE registra crescimento global de 42% ao ano; 833 milhões de novas assinaturas LTE em 12 meses desde o 4T 2016, conexões LTE devem atingir o marco de 5,6 bilhões até o final de 2022 (inclui M2M);participação de mercado global de 60% prevista para a LTE até final de 2022.

RSS
Facebook
Twitter
LinkedIn

Tags: , , , ,

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)

Top
Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial