TI INSIDE Online -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

CEO do Yahoo utiliza crescimento do lucro e receita no 3º trimestre para rebater críticas a sua gestão

Postado em: 22/10/2014, às 19:22 por Redação

O relatório financeiro do Yahoo com crescimento no lucro e receita no terceiro trimestre deste ano foi utilizado pela CEO Marissa Mayer na defesa de sua estratégia de recuperação da empresa, que vem sendo duramente criticada nos últimos tempos pelo investidor ativista Jeff Smith, que dirige a Starboard Value LP, empresa especializada em campanhas de acionistas ativistas.

Na conferência com analistas, nesta quarta-feira, 22, Marissa enfatizou que o Yahoo retornou quase cinco vezes mais dividendos aos acionistas do que gastou com aquisições nesses seus dois anos no comando da empresa. Ela também revelou que, pela primeira vez, a publicidade móvel respondeu por uma parcela significativa da receita no trimestre.

Sem mencionar Smith em seus comentários, Marissa rebateu alguns dos pontos defendidos pelo investidor da Starboard, que em setembro adquiriu uma participação "significativa" no Yahoo, tais como explorar uma fusão com a AOL e considerar a separação das operações em duas empresas — uma que responderia pela atividade principal, o Yahoo.com, e outra que ficaria responsável por gerenciar as participações no Alibaba e no Yahoo Japan.

Para Smith, uma fusão AOL-Yahoo poderia gerar até US$ 1 bilhão em "sinergias" reduzindo sobreposições de exibição de publicidade online e outros custos indiretos.

"Todos nós viemos aqui para fazer uma empresa icônica retomar a sua grandeza, e estou muito orgulhosa do que temos conseguido", disse Marissa. "Nós conseguimos isso realmente muito, muito rápido."

Os números confirmam isso. O lucro líquidodo Yahoo no terceiro trimestre foi de US$ 6,8 bilhões — incluindo o ganho de US$ 6,3 bilhões com a venda das ações no IPO doAlibaba —, na comparação com os US$ 297 milhões registrados em igual período de 2013. Já a receita cresceu 1%, de US$ 1,13 bilhão um ano antes para US$ 1,14 bilhão entre julho e setembro deste ano, sendo que a receita com publicidade móvel totalizou US$200 milhões, ou cerca de 17% das vendas da companhia no trimestre. O Yahoo espera mais de US$1,2 bilhão em receita móvel neste ano.

De acordo com Marissa, um item que ajudou na melhoria da receita foi o pagamento de menos comissões aos parceiros com o tráfego na web, que subiu 1% no terceiro trimestre, para US$1,09 bilhão, apenas o segundo aumento nos últimos seis períodos.

Apesar de acusada por Smith de desperdiçar dinheiro com dezenas de aquisições deficitárias, Marissa reafirmou a continuidade do plano de compra de empresas que possam trazer conhecimento e tecnologia para o Yahoo em áreas emergentes como a móvel. Esses investimentos, argumentou ela, ajudaram o Yahoo a ganhar dinheiro com os milhões de usuários de dispositivos móveis. "Na minha opinião, as aquisições não são uma escolha para o Yahoo, mas sim uma necessidade", disse ela ao The Wall Street Journal.

A CEO defendeu as aquisições tomando como base o histórico das realizadas por ela. Uma delas foi o site de imagens Tumblr, a maior compra realizada por Marissa, pelo qual pagou US$ 1,1 bilhão. Segundo ela, o site deve gerar mais de US$ 100 milhões em receitas em 2015, graças a uma base de usuários crescente e uma introdução bem-sucedida de anúncios patrocinados.

O Yahoo recomprou US$7,7 bilhões de suas ações sob a gestão de Marissa, um fato que ela e o diretor financeiro Ken Goldman citaram várias vezes durante a conferência com analistas. Esse montante é quase cinco vezes o total gasto em aquisições durante o mesmo período: US$ 1,6 bilhão.

Nesta quarta-feira, as ações do Yahoo subiram 4,53% na Nasdaq encerrando o pregão cotadas a US$ 42. No after-hours trading, negociação após o fechamento da bolsa, as ações fecharam a US$ 42,08,  alta de 4,73%.

RSS
Facebook
Twitter
LinkedIn

Tags: , , , , , , , , ,

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)

Top
Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial