TI INSIDE Online -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Governo norte-americano autoriza Microsoft a vender softwares para Huawei

Postado em: 22/11/2019, às 19:58 por Redação

O Departamento de Comércio dos EUA aprovou esta semana a solicitação da Microsoft de "exportar software de mercado de massa para a Huawei", informou a empresa em comunicado à Reuters. A Microsoft não disse o que significa software de mercado, mas o The Verge observa que a Microsoft vende licenças do Windows e do Office para a Huawei.

A Microsoft foi um dos vários gigantes da tecnologia forçados a cumprir a proibição do governo Trump de vender tecnologia para a Huawei. No entanto, a extensão de uma suspensão temporária desta semana abre as portas para algumas empresas, principalmente aquelas que dependem do equipamento da gigante tecnológica chinesa para fornecer serviços de Internet e telefone sem fio para clientes rurais nos EUA, para continuar trabalhando com a Huawei.

Algumas semanas depois, um grupo de senadores republicanos disse que a Huawei apresenta uma ameaça de segurança "real e urgente" em uma carta a Smith. Os senadores listaram oito exemplos públicos como evidência da ameaça que a Huawei representa, incluindo o suposto roubo de projetos e partes do principal robô secreto de testes para celular da T-Mobile, apelidado de "Tappy".

Um grupo bipartidário de 15 senadores dos EUA manifestou oposição ao plano do governo de conceder licenças a empresas para vender tecnologia à Huawei nesta semana, citando preocupações de segurança nacional.

FCC

Por unanimidade de votos, a Federal Communications Commission – FCC adotou medidas para impedir que as telecomunicações dos Estados Unidos usem fundos federais para comprar equipamentos da Huawei.

Sob a nova regra adotada pela comissão, as operadoras de telefonia móvel não podem usar dinheiro do Universal Service Fund (USF) para fazer compras de empresas consideradas ameaças à segurança nacional. O fundo fornece bilhões de dólares em subsídios para as empresas oferecerem serviços sem fio em todo o país. Por meio da votação, a FCC nomeou inicialmente duas empresas de telecomunicações chinesas como ameaças à segurança nacional: Huawei e ZTE.

"Dadas as ameaças colocadas pela Huawei e pela ZTE à segurança dos Estados Unidos e ao nosso futuro 5G", disse o presidente da FCC, Ajit Pai, "essa FCC não ficará à toa e esperará o melhor".

Em um comunicado, um porta-voz da Huawei disse que a FCC designou a empresa como uma ameaça à segurança nacional "com base em informações seletivas, insinuações e suposições equivocadas".

"A Huawei acredita que essa ordem é ilegal, já que a FCC destacou a Huawei com base na segurança nacional, mas não fornece evidências de que a Huawei represente um risco à segurança", disse o porta-voz no comunicado.

O plano da FCC de bloquear os fundos da USF já levantou preocupações entre as operadoras de telefonia rural que disseram que a Huawei fornece equipamentos acessíveis nos quais confiam. Mas a FCC também está pronta para ir mais longe: a comissão votou para considerar uma proposta que exigiria que as operadoras de celular que usem equipamentos da Huawei o removessem completamente de suas redes. A Rural Wireless Association, um grupo de empresas rurais sem fio, disse que os custos para fazer essa mudança "são significativos em todos os aspectos".

RSS
Facebook
Twitter
LinkedIn

Tags: , , , ,

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)

Top
Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial