TI INSIDE Online -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Gartner diz que decisores devem investir em data e analytics

Postado em: 24/05/2019, às 16:18 por Redação

Apesar de análise de dados ser uma constante quando empresas falam em inovação e negócios, a maturidade na tecnologia depende de uma mudança no mindset dos líderes empresariais. Para o Gartner, por exemplo, uma abordagem seria cada área de uma organização desenvolver uma estratégia própria de Data & Analytics (D&A) – forma que chama o segmento.

Por isso, a consultoria recomenda que as equipes de Data & Analytics demonstrem a importância "vital" ou "crítico" das ações de análise em um ambiente cada vez mais desafiador. Apresentar os planos ao conselho, porém, nem sempre é tão simples. Seguem alguns conselhos:

1 – Usar a linguagem de negócios enquanto está preparado para fornecer informações técnicas: nas reuniões do Conselho de Administração, com a presença dos líderes executivos da empresa, é recomendável ir direto ao ponto e apresentar os benefícios da área de D&A para os negócios. É crucial vincular as ações de Data & Analytics à estratégia organizacional de alto nível. Por exemplo, um líder de D&A poderia dizer o seguinte sobre uma meta de crescimento estratégico: "Temos uma meta de crescimento agressiva de 20%. Pelo menos 60% dessa oportunidade de crescimento está concentrada nas ações de upselling ou cross-selling dentro da nossa base de clientes existente. Isso significa que precisamos entender melhor quem são nossos clientes e o que eles precisam. Este é o núcleo do programa de dados e análise de clientes de 360°".

2 – Fazer uma apresentação baseado em fatos, breve e interessante: na redução de uma apresentação para torná-la sucinta, é preciso que o discurso não perca a parte envolvente. Contar histórias é uma parte essencial para captar o interesse do conselho. Uma maneira de fazer isso é dividir a história em quatro passos, como no exemplo de gerenciamento de dados mestres (MDM):

Passo 1 – Descrever o cenário: "17% das nossas faturas contêm erros, o que leva a atrasos médios de uma semana a pagar estas faturas".

Passo 2 – Diagnosticar o problema: "A causa desse problema é não ter uma maneira única de identificar os clientes. Temos padrões diferentes em 12 sistemas de faturamento específicos".

Passo 3 – Fazaer a análise preditiva: "A cada trimestre, continuamos a fazer isso; e esses erros custam US$ 100.000 em capital de giro e crédito de curto prazo".

Passo 4 – Prescrever uma solução: "Para resolver a questão, devemos implementar uma tecnologia chamada MDM, que nos ajude a corrigir isso e a gerenciar no futuro".

3 – Clareza sobre o que a organização pode alcançar e fornecer vários cenários de como as operações da companhia poderão atingir esses resultados: problemas que atingem o nível do conselho são geralmente complexos e não têm respostas simples, do tipo "sim ou não". Fornecer vários cenários de como uma iniciativa de D&A vai proporcionar uma plataforma para discussão e ajudará a garantir a adesão dos executivos.

4 – Especificar sobre o que as ações de D&A significam para a empresa, com exemplos de uso: tendências de mercado e exemplos de como outras organizações estão fazendo podem trazer clareza e senso de urgência dentro do conselho. No entanto, é importante garantir que os exemplos externos sejam sempre traduzidos para serem relevantes para a organização. Identifique as ambições pessoais e paixões de membros específicos do conselho e mostre como as iniciativas de D&A podem ajudar a realizá-las.

RSS
Facebook
Twitter
LinkedIn

Tags: , , ,

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)

Top
Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial