TI INSIDE Online -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Ações da Apple fecham pregão em alta de 6,5% apesar do fraco resultado no segundo trimestre

Postado em: 27/07/2016, às 16:14 por Redação

Apesar de ter registrado queda na receita e no lucro no terceiro trimestre do ano fiscal de 2016, encerrado em 25 de junho, em decorrência da retração nas vendas do iPhone, a Apple continua mantendo um bom desempenho na Nasdaq, com as ações fecharam em alta de 6,5% nesta quarta-feira, 27, cotadas a US$ 102,95 a ação, por ter apresentado números melhores do que o esperado pelo mercado.

O lucro líquido caiu 27%, para US$ 7,8 bilhões, o que dá um ganho por ação de US$ 1,42, contra US$ 1,85 registrado no trimestre do ano anterior. No entanto, analistas consultados pela S&P Global Market Intelligence tinham estimado um lucro por ação de US$ 1,38 no trimestre e receita de US$ 42,1 bilhões, a qual acabou fechado em US$ 42,4 bilhões. Este foi o segundo trimestre consecutivo de queda na receita, em razão da desacelaração da demanda por novos smartphones, particularmente em seu principal mercado, a China.

A participação de mercado da Apple em smartphones na China recuou para 10,8%, ante de 12% em igual período do ano passado, o que fez com que ela caísse do terceiro para o quinto lugar no ranking de vendas, de acordo com a Counterpoint Technology Market Research. Os quatro primeiros fabricantes de smartphones do mercado chinês — Huawei, Vivo, Oppo e Xiaomi — foram todos locais. A Apple disse que as vendas na Grande China caíram 33% ano sobre ano, o que fez com que a participação da região na receita total ficasse abaixo da Europa.

Embora as vendas unitárias do iPhone tenham caído para 40,4 milhões deunidades, cerca de 15% na comparação com os 47,5 milhões de aparelhos comercializados um ano antes, os analistas haviam estimado a venda de 40 milhões de aparelhos para o trimestre. Ou seja, o resultado ficou um pouco acima das estimativas dos 30 analistas consultados pela FactSet.

O analista Patrick Moorhead, da Moor Insights and Strategy, disse que a prosperidade da Apple está ligada ao próximo iPhone e a atualização do Apple Watch, que deve proporcionar uma melhor experiência aos consumidores com novos softwares. "A atualização do relógio inteligente, em particular, vai trazer uma segunda onda de novos consumidores, que pode ser dez vezes maior que o número de early adopters quando do lançamento do aparelho", disse ele ao jornal USA Today.

Um ponto favorável à Apple, segundo ele, é a sua "unidade de serviços", que inclui as lojas virtuais iTunes e App Store. Elas trouxeram quase US$ 6 bilhões em receita no trimestre e já são a segunda maior fonte de vendas da empresa, atrás apenas da iPhone.Services, que atualmente representa 11% da receita total.

A App Store, que tem 2 milhões de aplicativos, poderá ser ajudada no trimestre atual, segundo Moorhead, pelo aplicativo Pokémon Go, que embora seja gratuito tem a opção de venda de atualização dentro do aplicativo (in-app). O aplicativo, com apenas três no mercado, já gerou cerca de 75 milhões de downloads e tem sido uma vitrine para jogos de realidade aumentada.

Notícia atualizada às 18h39.

RSS
Facebook
Twitter
LinkedIn

Tags: , , , , , , , , , , , , ,

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)

Top
Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial