TI INSIDE Online -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

PROTESTE testa principas produtos de Internet Security do mercado

Postado em: 27/09/2019, às 16:23 por Redação

A PROTESTE, Associação de Consumidores, testou os principais produtos de Internet Security disponíveis no mercado, pagos e gratuitos, totalizando 18 softwares para Windows e 8 para MacOS.

Para o teste de escaneamento com interação do usuário, foi criado um cenário com utilização da web, uso de USB, verificação do falso positivo, detecção de ransomware (código malicioso que faz com que dados fiquem inacessíveis e exige pagamento de resgate para restabelecer o acesso) e ataques phishing (que pescam informações pessoais e dados através de mensagens fraudulentas).

Modelos falham na proteção

No cenário de utilização da web, que verificou se infecções vindas pela Internet são prevenidas, o único avaliado como aceitável foi o modelo da G Data. No teste de verificação do USB, os piores do Windows foram os modelos Avira pago e o gratuito, McAfee, Panda e Trend Micro. Os outros foram classificados como apenas aceitáveis.

O único que se saiu bem no Mac foi o modelo G Data, que foi mal no teste de web, mas se comportou melhor na verificação do USB. Quem não utiliza antivírus no macOS fica desprotegido, pois o sistema foi avaliado como ruim. O mesmo vale para quem usa só o Windows Defender, também considerado ruim.

Na avaliação do falso positivo, a PROTESTE incluiu a verificação dos arquivos que não são malware, e os modelos foram considerados muito bons por não acusarem erroneamente. O Windows Defender, que, de forma incorreta, indicou que arquivos estavam infectados, teve comportamento aceitável.

No teste com ransomware, os modelos Avira pago e gratuito, Kaspersky, McAfee e Panda foram muito ruins, com o G Data sendo considerado ruim. Os usuários que não possuem Internet Security e utilizam apenas o Windows Defender podem se considerar protegidos nesse critério, pois o software recebeu avaliação muito boa. No teste com phishing, só o modelo Panda e o Windows Defender foram considerados ruins.

Avaliamos ainda o escaneamento automático em diversos cenários, além da verificação do falso positivo. Na detecção de arquivos de forma off-line, vimos a qualidade da verificação de malware, e os modelos Norton, Panda e Trend Micro foram considerados muito ruins, enquanto o McAfee foi classificado como ruim. Os modelos Avira gratuito e pago tiveram desempenho somente aceitável e todos os outros foram considerados bons e ruins.

Garanta a segurança no MacOS também

Se você usa apenas o Windows Defender, a má notícia é que está desprotegido. No Mac, somente os modelos Bitdefender e G Data foram considerados muito bons. O Norton reagiu de forma aceitável e todos os outros foram considerados bons. Assim como acontece no Windows, o consumidor que não utilizar Internet Security estará entregue à própria sorte. No teste do falso positivo no escaneamento automático, os modelos Panda e Trend Micro foram considerados bons, com os demais sendo classificados como muito bons.

No teste da facilidade do uso, quase todas as soluções avaliadas foram consideradas muito boas no quesito instalação. Na de-sinstalação dos modelos do Windows, os Bitdefender pago e gratuito, Bullguard, Eset, G Data, Kaspersky, McAffe, Panda e Norton foram considerados bons. Por fim, no teste de uso de recursos do computador verificamos se a demanda de processamento, memória RAM e espaço é muito grande. Para Windows, quase todos foram considerados bons neste critério, com somente o modelo G Data deixando o computador mais lento. Para o macOS, todos foram considerados muito bons.

Diante de todos esses resultados, a PROTESTE constatou que há boas opções gratuitas de antivírus para os dois sistemas operacionais. No Windows, uma de nossas escolhas certas, o Avast gratuito, teve avaliação próxima ao melhor do teste, o Bitdefender pago, e superior à sua versão paga. O Avast se saiu melhor em escaneamento automático e phishing. Mas, em proteção e escaneamento manual, embora ambos tenham recebido notas muito boas, o Bitdefender se comportou bem melhor dentro da variação dos critérios.

De forma semelhante, no MacOS, o AVG gratuito alcançou o título de escolha certa, obtendo avaliação final de apenas um ponto abaixo do Bitdefender pago (que levou as indicações de melhor do teste e escolha certa), e ainda se destacou em phishing. O desempa- te entre eles também se deveu à variação de pontuação dentro de cada critério, na qual o Bitdefender se saiu melhor.

RSS
Facebook
Twitter
LinkedIn

Tags: , ,

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)

Top
Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial