TI INSIDE Online -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

CI&T aposta na internacionalização e dobra de tamanho em três anos

Postado em: 28/03/2014, às 10:31 por Redação

A CI&T, empresa brasileira especializada no desenvolvimento e manutenção de sistemas, encerrou 2013 com receita R$ 200 milhões, fechando o ciclo de crescimento projetado em 2010, quando definiu como meta dobrar de tamanho em três anos.

Para alcançar esse objetivo, o fundador e CEO da CI&T, César Gon, conta que a empresa transformou o modo como vinha atendendo o mercado. "O primeiro passo foi definir estratégias específicas para cada um dos nossos principais mercados — Brasil, Estados Unidos e Japão. Cada um desses países têm uma cultura de negócios e uma maturidade diferente quando o assunto é TI, mas todos têm algo em comum: precisam e muito de soluções inovadoras em software", completa.

No Brasil, o principal foco da empresa no ano passado foi a criação de unidades específicas por indústria, priorizando os segmentos de seguros, bancário, varejo e serviços. Essa verticalização, segundo Gon, permitiu à CI&T personalizar o atendimento e aumentar o valor gerado por suas soluções. "Além disso, os ganhos são enormes quando você consegue conciliar uma entrega técnica de alta qualidade com conhecimento específico do negócio de cada cliente."

O executivo diz que a CI&T também obteve um crescimento expressivo de sua carteira de clientes internacionais. "Depois de um primeiro semestre bastante morno no mercado internacional, tivemos um segundo semestre com ótima retomada dos investimentos, principalmente nos EUA", comenta Gon, acrescentando que 30% das receitas geradas em 2013 foram provenientes de mercados internacionais.

"Estamos entrando no décimo ano do nosso processo de internacionalização, que começou em 2004. Tenho uma visão pragmática: as empresas que não forem competitivas internacionalmente irão desaparecer ou ficarão enjauladas em nichos. Exportar é uma janela para o futuro, uma oportunidade de conhecer e aprender com a real competição da indústria, onde inovação e diferenciação são cruciais", ressalta Gon.

Para os próximos três anos, a meta da CI&T é dobrar novamente a receita. "A revolução do software está em marcha e temos a cultura, os processos e recursos para continuar nossa jornada de crescimento e inovação", conclui.

RSS
Facebook
Twitter
LinkedIn

Tags: , , , ,

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)

Top
Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial