TI INSIDE Online -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Consulta à distância promete reduzir fila da oftalmologia no RS

Postado em: 10/07/2017, às 20:44 por Redação

Uma nova tecnologia chamada Teleoftalmologia promete agilizar o atendimento e reduzir a fila da oftalmologia no Rio Grande do Sul por meio de diagnósticos à distância. Oito consultórios remotos, sendo dois em Porto Alegre, serão criados em sete macrorregiões para atender pacientes pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

O projeto faz parte do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do SUS e é resultado de uma parceria entre o Ministério da Saúde, o governo do Estado, prefeituras, Hospital Moinhos de Vento e Núcleo de Telessaúde da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).

Ao chegar no consultório remoto, o paciente será recebido por um técnico de enfermagem treinado que vai se comunicar com o especialista por videoconferência. O médico vai acompanhar os exames em tempo real e receber os laudos por uma plataforma online.

A expectativa é que cada consultório realize em média 500 consultas por mês. Hoje, a fila de espera no Estado é de 9 mil pessoas, sendo que muitas já aguardam consulta há um ano. Se o ritmo de atendimento for cumprido, mais de 10 mil pacientes serão atendidos até o fim do ano.

O programa Olhar Gaúcho busca inovar a prestação de serviços na área de oftalmologia, que hoje é uma das áreas de maior demanda e espera no SUS. O diagnóstico a distância representará qualificação na gestão, segundo o secretário estadual da Saúde, João Gabbardo dos Reis.

No primeiro atendimento, os pacientes poderão receber diagnóstico para retinopatia diabética, glaucoma e catarata. Nos casos de erros de refração, quando há necessidade de usar óculos, o paciente sairá do consultório com sugestão de lente que deverá ser receitada pelo médico do posto de saúde.

"Existe pouca formação de oftalmologistas no Estado, e nós precisamos interiorizar o atendimento. Além de não precisar se deslocar até a Capital, o paciente poderá conversar com o médico (mesmo à distância)", afirma Felipe Cabral, um dos médicos líderes do projeto.

O Hospital Moinhos de Vento realizou adequações em duas salas para instalar os consultórios no Hospital Restinga e Extremo-Sul, que serão referência para moradores de Porto Alegre e da Região Metropolitana.

Cada consultório foi equipado com três câmeras, computadores e equipamentos de diagnóstico. As salas foram inauguradas nesta segunda-feira (10). Até o final do ano, os demais consultórios devem ser instalados em Farroupilha, Passo Fundo, Pelotas, Santa Cruz do Sul, Santa Maria e Santa Rosa. O projeto-piloto iniciará na Capital e em Santa Rosa. Cada consultório atenderá preferencialmente os pacientes de sua macrorregião de saúde em dias úteis da semana, das 8h às 18h.

RSS
Facebook
Twitter
LinkedIn

Tags: , , , , , , ,

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)

Top
Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial