TI INSIDE Online -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

CGI.br publica resolução sobre adoção de IPv6

Postado em: 27/09/2013, às 10:20 por Erivelto Tadeu

O Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br) enviará ofícios para a Sociedade Brasileira de Computação (SBC) e outras instituições relacionadas ao desenvolvimento da internet no Brasil, com o objetivo de reforçar a urgência da disseminação do IPv6 na rede brasileira. Vídeos explicativos e materiais didáticos sobre o assunto serão desenvolvidos pelo Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR (NIC.br) para compor uma campanha extensiva de conscientização sobre a nova versão do protocolo. O CGI.br também apoiará a Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação, do Ministério de Planejamento, Orçamento e Gestão (SLTI/MPOG) na criação de um plano de metas para a adoção do IPv6 nas entidades do governo federal.

O esgotamento de endereços disponíveis na versão 4 do protocolo IP (IPv4) é um fato conhecido por toda a comunidade internet há muitos anos. Com a aproximação do fim de todos os estoques de IPv4 no mundo, prevista desde a década de 1990, o CGI.br alerta mais uma vez a todos para a necessidade de adoção do IPv6. A resolução CGI.br/RES/2013/033, sobre a adoção do IPv6 ressalta que assim se garantirá a expansão sustentável da internet.

Recomendações adicionais serão enviadas à Rede Nacional de Pesquisa (RNP) para apoiar e incentivar gestores de TI dos diferentes campus universitários, na implantação do IPv6 e utilização dos pontos de presença existentes. Universidades serão convidadas a oferecer cursos de formação, capacitação ou educação continuada em IPv6, assim como seus docentes serão incentivados a utilizar em suas aulas estudos de casos, exemplos e laboratórios com IPv6.

Segundo o CGI.br, a quantidade de endereços IP é de, aproximadamente, 4 bilhões na versão 4 do protocolo (2³²) e 3.4 ×1038  na versão 6 (ou 2128). À medida que aumenta o crescimento da rede, esgotam-se os estoques regionais. Em janeiro de 2011, a IANA (Internet Assigned Numbers Authority, estoque central da internet para endereços IP), delegou seus últimos blocos IPv4 às entidades regionais: dois ao APNIC (responsável pela área da Ásia e Pacífico) para atender às suas necessidades imediatas e um para cada um dos demais Registros Regionais da Internet (ou RIRs em inglês): Ripe (Europa), Afrinic (África), Lacnic (América Latina) e Arin (América do Norte). Desses, APNIC e RIPE já esgotaram seu estoque. O Lacnic ainda possui blocos, que serão delegados conforme a necessidade local.

Mantido o ritmo de crescimento atual da rede, a previsão é de que os últimos blocos IPv4 alocados ao Brasil sejam delegados, ainda no início de 2014, aos ASNs que os solicitarem. Essa previsão depende do ritmo de crescimento da rede, não do NIC.br, que somente aloca os números solicitados pelas operadoras, mediante justificativa mínima do uso desse recurso.

 

RSS
Facebook
Twitter
LinkedIn

Tags: , , , , ,

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)

Top
Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial