TI INSIDE Online -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Maioria dos brasileiros deverá proteger ainda mais sua vida digital

Postado em: 23/09/2014, às 21:02 por Redação

A McAfee, empresa integrante da Intel Security, divulga o resultado da pesquisa "Proteção do futuro digital em 2025", que examina a expectativa e comportamento de mais de 8 mil consumidores em diversos países em relação às tendências tecnológicas e estilo de vida. O estudo traz informações sobre a forma como a tecnologia influencia os lares, locais de trabalho, automóveis e dispositivos móveis das pessoas, além de mostrar a relação dessas tecnologias com a segurança e privacidade online.

No Brasil, o estudo foi realizado com aproximadamente 500 consumidores que se mostraram bastante otimistas em relação a evolução da tecnologia. A maioria dos participantes da pesquisa acredita que, na próxima década, terão grande melhoria na experiência de gerenciar seus lares e seus trabalhos com adoção de novas tecnologias.

Quando perguntado quais dispositivos digitais serão mais comuns em 2025, 67% dos brasileiros destacaram os relógios inteligentes. Esses dispositivos vestíveis aparecem atrás apenas dos smartphones (79%). Já o PC foi indicado por apenas 30% dos entrevistados. Ter mais de seis dispositivos é a previsão de 40% das pessoas, e outra curiosidade é que 21% acha que na próxima década poderá comprar um smartphone indestrutível.

"À medida que a tecnologia (principalmente a chamada 'Internet das coisas') continua a avançar rapidamente, compreendemos que os consumidores estão preocupados com o modo como essas mudanças influenciarão sua segurança e privacidade", afirma Thiago Hyppolito, especialista em segurança da McAfee no Brasil.

Com este estudo, a McAfee acredita que contribuirá por meio dessas questões e expectativas com o setor de maneira que possa integrar as inovações de forma mais adequada, com a segurança e privacidade esperadas pelos consumidores.

Cibersegurança

Até 2025, apenas 12 % dos entrevistados esperam continuar desbloqueando seus dispositivos por senhas, eles acreditam que será mais comum acessar dados utilizando outros recursos como escaneamento de íris (37%), impressão digital (31%) ou ativação por voz (20%).

"Com o aumento nas preocupações relacionadas à segurança, é possível que mudemos o modo de fornecer autenticação", comenta Ross Dawson, futurista, empresário, palestrante e autor australiano. "Isso talvez inclua o uso de informações biométricas únicas, possivelmente impressões digitais, face, voz, olhos ou até mesmo ondas cerebrais".

A maioria dos brasileiros acredita que em 2025 a internet terá maior função social (82%), mas também proporcionará menos privacidade (61%) e será um ambiente mais seguro (67%). Por fim, 94% dos brasileiros afirmam que se esforçarão mais para proteger suas vidas digitais no futuro.

"Só agora as pessoas começaram a compreender que seus dados pessoais não são intangíveis", afirmou Brian Johnson, futurista da Intel. "Elas ainda não perceberam exatamente quais dados devem ser compartilhados. Nós não saímos anunciando informações de nossos cartões de crédito quando entramos em uma sala. Por que faríamos isso online?".

Cibercrime

Entre os entrevistados, 70% se diz preocupado com a evolução do cibercrime na próxima década. Para os brasileiros, a maior preocupação é com roubo de identidade e fraude monetária (49%), enquanto 31% acha que a maior preocupação é com a violação de privacidade.

O estudo também revelou que 80% dos consumidores teme que suas famílias sejam vítimas de hackers na próxima década. 77% acredita que suas famílias serão afetadas pelo ciberbullying em 2025, já que o aumento no número de redes sociais e pessoas que os frequentam, aumenta também a probabilidade desses acontecimentos negativos online.

Dispositivos vestíveis

A maioria das pessoas afirma que os dispositivos vestíveis serão muito comuns no futuro. 67% aposta na popularização do relógio inteligente, enquanto 80% acha provável que existirão dispositivos vestíveis que enviarão informações sobre a saúde do paciente diretamente para o médico, sem a necessidade de visita ao consultório.

Casa conectada

Em casa, 88% dos brasileiros acha provável ter um refrigerador inteligente, capaz de detectar automaticamente os alimentos que estão faltando na geladeira e criar uma lista de compras. 64% acredita que irão morar em uma casa com dispositivos que se comunicam com o proprietário, enquanto 89% está convencido de que os sistemas de segurança de seus lares estarão conectados a seus dispositivos móveis.

Outro dado curioso foi que 95% afirmaram que terão casas com painéis para geração de energia solar.

Ambiente de trabalho

Na próxima década, os consumidores esperam ver mudanças consideráveis em seus locais de trabalho. 55% dos entrevistados acha que terão acesso a dados através de reconhecimento facial ou de voz e 33% dos brasileiros acredita que o trabalho será uma combinação entre escritório, home office ou outra locação com conectividade, embora 28% corporativos acredite que estará trabalhando apenas de casa. Os brasileiros também preveem que uma a cada três pessoas trabalhará em uma empresa de tecnologia e 89% espera que a inteligência artificial e a robótica ajudem em suas tarefas cotidianas no trabalho.

"É essencial que a população reconheça que o mundo profissional será drasticamente diferente dentro de uma década, com relação às mudanças nos locais de trabalho, o papel dos robôs e a importância da reputação online", declara Dawson. "Devemos ter muito cuidado para garantir que nossas atividades online melhorem nossa reputação profissional em vez de reduzi-la".

Outras conclusões:

– Para realizar compras, 32% dos brasileiros acha que o pagamento será feito com impressão digital e 31% acredita na existência de um novo dispositivo universal para compras.

– Mesmo com o avanço das redes sociais, a maioria dos brasileiros acha que o melhor método para conhecer pessoas será através de amigos em comum, descartando as tecnologias e aplicativos destinados a encontros.

– 84% dos brasileiros acreditam ainda que terão um carro movido a eletricidade, enquanto 78% acredita na existência de modelos de carros com piloto completamente automático.

RSS
Facebook
Twitter
LinkedIn

Tags: , , , , , , ,

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)

Top
Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial