TI INSIDE Online -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Pado adota solução gerenciada para reduzir volume de spam e vírus

Postado em: 02/10/2015, às 22:02 por Redação

Com quase 80 anos de atuação no mercado, a Pado, empresa localizada em Cambé, na região metropolitana de Londrina (PR), e especializada na fabricação de cadeados, fechaduras, dobradiças e acessórios, tem no e-mail uma de suas principais ferramentas de comunicação entre funcionários, parceiros e clientes. Porém, entre as milhares de mensagens recebidas diariamente, boa parte delas era composta de spams, comprometendo de forma significativa a comunicação e a produtividade da empresa.

Na época, a Pado já fazia uso do Microsoft Exchange para gerenciar seus e-mails, com função antispam própria, porém, incapaz de segurar a avalanche de mensagens indesejadas que chegavam sem parar. A média total diária era de, aproximadamente, 18 mil spams. Isto sem contar os falsos positivos, ou seja, mensagens importantes para a empresa, mas que por alguma razão eram consideradas indesejáveis e sequer passavam pelas caixas de entrada, tornando a comunicação interna e externa mais difícil.

"Depois que deixávamos a empresa e íamos para casa, até o dia seguinte, nosso servidor ficava lotado, com várias mensagens de spam se misturando àquelas que realmente nos interessavam", explica o analista de Infraestrutura da Pado, Rafael Borges.

Além do incômodo de receber mensagens que nada têm a ver com o negócio, os spams são conhecidos por servirem de porta de entrada para vírus e malwares, colocando em risco todo o parque tecnológico de uma organização, mesmo com a existência de uma política bem clara quanto ao uso do e-mail e a abertura de arquivos suspeitos.

Com a Pado não foi diferente. No dia a dia, a empresa era obrigada a lidar com incidentes de caráter técnico, como lentidão da rede, além de ter que inserir, manualmente, cada endereço de remetentes indesejados em sua blacklist e fazer a classificação do que era spam ou não, gerando uma enorme perda de tempo.

"Quando o problema começou a ficar insustentável, a Pado começou a fazer a cotação de soluções de antispam disponíveis no mercado e que pudessem mudar este cenário", diz Daniel Martins, gerente de Tecnologia da Nuvem TI, provedora especializada na oferta de serviços gerenciados, que trabalha com o MAX Mail, da LogicNow.

Inicialmente, a Nuvem TI ofereceu uma versão temporária da solução, para que a Pado pudesse testá-la durante 30 dias até que tomassem uma decisão. "Como já usavam o servidor do Exchange, a instalação foi rápida, comprovando a facilidade de configuração do MAX Mail. No dia seguinte, eles conseguiram perceber a melhora", ressalta Martins.

Além da capacidade de detecção de ameaças com origem no spam – como vírus e malwares -, por meio de mecanismos tradicionais de antivírus por assinatura, e a garantia, mediante SLA de 99% de detecção das mensagens indesejadas, a Pado percebeu outras vantagens no MAX Mail.

"Quando ocorre uma queda no servidor e a paralisação total da infraestrutura de e-mails, por exemplo, a integração ao MAX Mail possibilita a continuidade do envio e recebimento das mensagens, garantindo o atendimento das necessidades de comunicação da empresa. Tudo isso sendo feito enquanto a equipe de suporte busca identificar o que causou o problema", diz Daniel.

Outro recurso que chamou a atenção foi o arquivamento das mensagens na nuvem, em diversos locais e sempre criptografadas, por meio da tecnologia MAX MailArchive, usando protocolos como HTTPS ou IMAPS e independentes do Exchange, dispensando assim o uso ou a contratação de hardware adicional.

Por ser um serviço gerenciado, o investimento da Pado se dá por meio de um fee mensal, abrangendo um total de quase 900 contas de e-mail. Além da redução para quase zero do volume de spam chegando às caixas de entrada, houve também uma diminuição da incidência de vírus, bem como dos problemas de conectividade causados pela presença de malwares nas máquinas. Para os negócios, os benefícios foram ainda maiores, pois a empresa passou a ganhar em performance.

"Posso dizer que houve uma melhora muito grande em tudo. Os spams continuam chegando, mas agora eles são direcionados para uma pasta específica e raramente se misturam às mensagens importantes. A retenção dessas mensagens é bem alta. A tecnologia que a LogicNow nos oferece faz tudo sozinha, o que é uma vantagem e tanto para nós", conclui o analista.

RSS
Facebook
Twitter
LinkedIn

Tags: , , , ,

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)

Top
Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial