TI INSIDE Online -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Três atitudes para 2014 que todo CIO deve adotar

Postado em: 09/01/2014, às 16:50 por Marcelo Landi

A aproximação de mais um final de ano nos coloca na expectativa do que o futuro no setor de tecnologia trará.  Aqui, não pretendo listar nenhum tipo de previsão ou futurologia para 2014, mas apresentar atitudes que gestores de TI devem ter a partir de tendências que já estão acontecendo e que devem fazer parte da estratégia de qualquer empresa, não importando o seu setor.

Vale lembrar que o papel do CIO mudou muito nos últimos anos. Antes percebido como um prestador de serviço, este profissional agora tem uma função estratégica para os negócios, uma vez que muito mais que a estrutura de informática, a área de TI provê soluções para melhorar processos da empresa, gerando aumento de produtividade e até mesmo novas frentes de negócios.

1)      Simule já!

Não importa o tipo de produto ou serviço que você ofereça: planejar é essencial. Se estamos falando de projeto, tecnologias que permitem a simulação em 3D são essenciais para evitar erros, prever custos, poder considerar qual material é o mais adequado para a execução. Isso cabe tanto para a fabricação de um produto, como um carro por meio de prototipagem digital, como o projeto de infraestrutura por meio do processo de BIM (Building Information Modeling), como uma estrada. É por meio da vizualização 3D que você pode entender todos os entraves do seu projeto e evitar atrasos por conta de erros não previstos antes e soluções ignoradas.

2)      Gerencie seu inventário de software

Quando você levanta e gerencia os ativos de TI, considera apenas o hardware, ou atenta também para o software? Uma gestão de software mal feita ou mesmo ignorada pode promover um impacto relevante nos gastos com TI. Existe uma metodologia própria para isso, o SAM (Software Asset Management). Apesar de uma prática difundida no exterior, no Brasil ainda estamos começando a adoção da metologia. Trata-se de um diagnóstico que, por meio de ferramentas e processos específicos, todos os ativos da infraestrutura de TI poderão ser mapeados. Com isso pode-se saber exatamente quantas licenças de um determinado software a empresa tem por direito, quais estão instaladas indevidamente, quais profissionais estão utilizando as licenças e fazer os ajustes necessários para o correto gerenciamento dos ativos de sofwtare.

Vale ressaltar que a metodologia SAM, muitas vezes é confundida erroneamente com auditoria. Há uma série de diferenças em relação às duas práticas, mas a principal delas é que SAM é um processo que a empresa deveria fazer voluntariamente. SAM deveria ser adotado como um processo dentro da governança de TI com o objetivo de aumentar o controle dos ativos de software permitindo que as empresas tenham um melhor retorno sobre o investimento que fizeram.

3)      Use e abuse da nuvem

Consumerização é um caminho sem volta. O acesso à informações por qualquer dispositivo móvel traz dinamismo e eficácia para as equipes e melhora a competitividade e performance das empresas.

A novidade para 2014 talvez seja o fato de que os responsáveis por TI auxiliem outros departamentos a desenvolverem e adotarem processos para a utilização do cloud, de forma a gerir informações estratégicas para o dia a dia de uma companhia, com total segurança e mais eficácia.

Marcelo Landi, presidente do Autodesk do Brasil

RSS
Facebook
Twitter
LinkedIn

Tags: , , , ,

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)

Top
Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial