TI INSIDE Online -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Pesquisa derruba cinco mitos do CPC para profissionais na área de marketing

Postado em: 15/07/2015, às 15:31 por Fernando Tassinari

A Criteo em parceria com a Nielsen, apresenta um estudo que derruba cinco conhecidos mitos do CPC (Custo Por Clique) e reforça o quanto são valiosos  os cliques produzidos por display de performance personalizados, que estão no caminho para a compra.

A quebra desses falsos conceitos auxilia os especialistas em marketing a entenderem melhor a estreita sinergia entre display de performance e a busca paga, bem como o valor da publicidade CPC no contexto de marketing de performance.

Confira:

1 – A audiência que clica (clickers) não é seu alvo

É mentira. Segundo a pesquisa realizada pela Nielsen com a base de dados da Criteo, os usuários que clicam em propagandas com display personalizado estão mais propensos a ser mais ativos na busca de produtos.

2 – Taxas de conversão pós- clique são baixas

Mentira. Publicitários devem observar a taxa de conversão por usuário que clica. Os clickers também são clientes. Em média, 1 em cada 6 clickers fecham a compra nos Estados Unidos.

3 – Display de performance não agrega valor

Não é verdade. Os cliques nos banners da Criteo são feitos por meio do SEM (Search Engine Marketing), com um aumento significativo de compradores atraídos pelo display de performance. No varejo, fica em torno de 33% enquanto que viagem aumenta 43%.

4 – Cliques mobile são somente toques acidentais na tela

Mentira. As estatísticas mostram que o clique na publicidade mobile é mais do que uma coincidência. Cerca de 29% do e-commerce do primeiro trimestre ocorreu via mobile. As empresas devem recorrer a soluções cross device para gerar intenção de compra em todos os dispositivos.

5 – Cliques são um indicador métrico de desempenho não confiável

Não procede. Segundo o levantamento da Nielsen, o clique ainda é o mais simples e direto indicador de intenção e, por fim, conversões e vendas.

É importante esclarecer esses conceitos que, muitas vezes, não condizem com a realidade e acabam prejudicando o marketing e a performance digital de uma empresa.

Fernando Tassinari, diretor geral da Criteo no Brasil.

RSS
Facebook
Twitter
LinkedIn

Tags: , , , , , ,

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)

Top
Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial