TI INSIDE Online -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Fintechs lideram ranking do LinkedIn das startups mais desejadas para se trabalhar

Postado em: 18/09/2018, às 22:20 por Redação

As fintechs, empresas que oferecem inovações na área de serviços financeiros, são as startups mais desejadas pelo brasileiro para se trabalhar. A constatação vem do LinkedIn Top Startups, primeira edição do ranking do LinkedIn no país. Composta por 25 nomes, a lista é ocupada no primeiro lugar pelo banco digital Nubank, seguido pela startup de crédito Creditas e pelo aplicativo de finanças pessoais GuiaBolso.

A lista já é elaborada em outros países desde o ano passado e avalia as startups com base em quatro pilares na rede social: crescimento do número de funcionários, engajamento, interesse em empregos e atração de talentos.

Para ser elegível, a empresa deve ser independente, pertencer à iniciativa privada, ter 50 funcionários ou mais, ter no máximo sete anos de idade e ter sede no país em cuja lista aparece. Não fazem parte da lista empresas de recrutamento, think tanks, organizações sem fins lucrativos, aceleradoras e entidades governamentais.

Além das três primeiras empresas, as fintechs figuraram em mais dez lugares, incluindo nomes como Stone, ContaAzul e EBANX. Outro segmento em destaque é o de logística, com quatro empresas no ranking: CargoX,  Loggi, Mandaê e Modern Logistics.

"Analisamos quais empresas receberam mais atenção dos nossos usuários, incluindo a visualização de vagas. Medimos também quais startups estavam atraindo talentos das melhores empresas da nossa lista de Top Companies", explica Rafael Kato, editor-chefe do LinkedIn para a América Latina.

Confira a lista das 25 LinkedIn Top Startups:

Nubank, Creditas, GuiaBolso, Docket, Stone Pagamentos, QuintoAndar,  CargoX, Loggi, Sky.One Cloud Solutions,  Hotmart, MaxMilhas, Zoop, Mandaê, Beblue, MindMiners,  Mercado Bitcoin, Vindi, ContaAzul, Nibo, Rock Content, Geru, Amaro, EBANX, Contabilizei e Modern  Logistics.

Metodologia

Pensando nos quatro pilares da metodologia (crescimento do número de funcionários, engajamento, interesse em empregos e atração de talentos), há algumas considerações a serem feitas.

O crescimento do número de funcionários é medido pelo crescimento percentual dos colaboradores ao longo de um ano, que deve ser de no mínimo 15%. Já o engajamento está relacionado com número de visualizações e de seguidores da página da empresa no LinkedIn por não-funcionários, bem como a quantidade de não-funcionários que estão visualizando profissionais daquela startup.

O interesse em empregos considera a taxa de pessoas que estão visualizando vagas naquela startup e se candidatando a elas, tanto para posições remuneradas quanto não-remuneradas.

Por fim, a atração dos melhores talentos mede quantos colaboradores recrutados pela startup são oriundos das empresas que compõem a lista "LinkedIn Top Companies", como porcentagem da força de trabalho total da startup

O período de seleção corresponde a 1º de julho de 2017 a 30 de junho de 2018.

RSS
Facebook
Twitter
LinkedIn

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)

Top
Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial