TI INSIDE Online -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Nova aceleradora de startup foca em iniciativas de TI

Postado em: 29/06/2016, às 18:50 por Redação

Promover a transformação digital no mercado corporativo brasileiro, identificando iniciativas disruptivas, e ajudar empreendedores a desenvolverem ideias que facilitem o dia a dia das pessoas. Este é o propósito da Cotidiano, aceleradora de startups focada em novas tecnologias. Idealizada por sete executivos do setor de TI, a empresa nasceu em Brasília e iniciou, no último dia 17 de maio, o seu primeiro programa de aceleração.

"Queremos desenvolver uma visão de negócios digital, com combinação de novas tecnologias gerando receita e valor. Acreditamos que todo líder deve ser um líder digital e que as novas lideranças vão surgir de propostas inovadoras. Como a Cotidiano nasceu por meio de profissionais do setor de Tecnologia da Informação, sabemos muito bem que a tecnologia pode revolucionar o produto final de uma empresa, assim como a vida do cliente. Queremos ajudar a tirar estas ideias do papel", ressalta Wesley Almeida, CEO da Cotidiano.

O modelo de negócios da Cotidiano tem como base três pilares principais:  identificação de startups que visem receber os investimentos Série A;  contato e intermediação com fundos de investimentos; e promover a TI Bimodal em empresas líderes em seus segmentos, ajudando a criar pequenos grupos que se dediquem, exclusivamente, à Transformação Digital.

Ao todo, para este ano, estão previstos R$ 2 milhões em investimentos em 10 empresas inovadoras, sendo R$ 1 milhão em aporte financeiro e mais R$ 1 milhão em serviços disponibilizados por meio de rede de parceiros. Em apenas dois meses, a Cotidiano recebeu mais de 100 inscritos para participar do primeiro CAMP – Cotidiano Acelera Meu Projeto, sendo muitos projetos já em processo de validação de mercado e cliente.

Entre os critérios considerados para a escolha, está o alinhamento com a tese de investimento da Cotidiano. As propostas precisam estar relacionadas à melhoria da vida das pessoas e as ideias já precisam estar validadas. "Como todo programa de aceleração, o objetivo é preparar as empresas selecionadas para receber novos aportes de fundos de investimentos. Queremos validar as propostas, preparar as empresa para irem ao mercado e apresentá-las a potenciais investidores", afirma.

Entre todas as empresas inscritas, foram selecionadas quatro, que iniciaram o programa de aceleração: Banco Maré, Bike Registrada, Nutrieduc e  Wecare. Além da  possibilidade de rápido crescimento, de acordo com Almeida, a seleção das empresas deve-se, principalmente, ao alinhamento da visão dos empreendedores  com a tese da Cotidiano, de buscar negócios que usem a tecnologia para melhor a vida das pessoas. O banco Maré, por exemplo, utiliza a tecnologia para bancarização da população. A Bike Registrada visa acabar com o comércio de bikes roubadas e traz mais segurança para a população. O Nutrieduc ajuda a promover a alimentação saudável e o bem-estar da população. Já a Wecare visa melhorar a qualidade de vida das pessoas dentro das corporações.

"Acreditamos muito no projeto. Neste primeiro programa, conhecemos novos empreendedores que têm chances de mudar esse país. Queremos mais seis projetos para este ano, totalizando 10 iniciativas em 2016. Para 2017, queremos acelerar 20 projetos, além de impulsionar a TI Bimodal em empresas líderes. Já estamos em contato com investidores de risco para colocar em prática os nossos planos", ressalta.

Fazer parte do CAMP, além de receber R$ 100 mil em aporte, significa ter acesso a uma ampla rede de contatos, serviços e mentores que ajudarão a desenvolver as ideias. O programa é desenvolvido em sete semanas de imersão, cada uma delas com focos específicos de desenvolvimento. Na primeira, o foco principal é conhecer a fundo o mundo e a transformação digital. Na segunda semana, o objetivo é abordar e entender o real problema do cliente e o tamanho do mercado no qual a startup esta inserida. Na terceira semana, o foco é a solução. Os serviços precisam atender às necessidades dos clientes e não dos fundadores da empresa. Posteriormente, é hora de pensar em como gerar receita com o negócio.

Na quinta semana, é hora de avaliar o que a  empresa fará para atrair o cliente. Na semana seguinte, o foco é pensar na operação da startup, desde como reter talentos até a revisão de processos. Após avaliar e receber suporte em todos estes temas, é hora de  se preparar e avaliar os investidores de risco.

"Reunimos um grupo de mentores e profissionais especializados para ajudar e auxiliar em todos estes itens essenciais para o negócio acelerar. Passadas as sete semanas de validação das propostas, será promovido o Demo Day das empresas aceleradas. Neste momento, apresentamos os projetos para empresários, clientes e potenciais investidores", explica.

O Demo Day da Cotidiano está previsto para o dia 15 de julho, em Brasília.

RSS
Facebook
Twitter
LinkedIn

Tags: , , , , , , , , ,

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)

Top
Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial