Publicidade
Início Segurança News (Segurança) Indra desenvolve projetos para aumentar a cibersegurança dos veículos conectados e autônomos

Indra desenvolve projetos para aumentar a cibersegurança dos veículos conectados e autônomos

0
Publicidade

A conectividade e a automatização dos veículos permitem melhorar a mobilidade e aumentar a segurança dos deslocamentos, mas também abrem espaço para possíveis ataques de ciber-segurança nos carros conectados, na infraestrutura e nos centros de controle de tráfego.

A Indra já está desenvolvendo novas soluções destinadas a garantir a cibersegurança dos veículos conectados e autônomos na base dos projetos europeus de I+D+i SECREDAS e SCOTT. Estas soluções são aplicáveis não somente nos carros, mas também em ônibus, bondes ou trens conectados.

O projeto SECREDAS, integrado por 69 entidades de 16 países europeus e com um orçamento de 50 milhões de euros do programa ECSEL da União Europeia, tem como objetivo criar uma tecnologia de referência segura para sistemas automatizados, que cumpra também com o novo Regulamento Geral de Proteção de Dados (RGPD). Aborda as tecnologias relacionadas com a ciber-segurança nos setores do transporte, tanto ferroviário como automotivo e saúde.

No setor automotivo, o projeto aborda o desenvolvimento de ferramentas e garante a segurança dos dados e dos próprios sistemas automatizados em todas as camadas de comunicação dos carros conectados e seu ecossistema: desde as comunicações internas entre os sistemas dos próprios veículos e seus sistemas de desbloqueio ou sensores até a troca de dados com o centro de controle, a infraestrutura ou as plataformas na nuvem que facilitam aos veículos novos serviços.

Basicamente, a Indra vai desenvolver no projeto, em colaboração com vários fabricantes de veículos, novos serviços para carros conectados, baseados em tecnologias de troca de informação e comunicações seguras, cloud computing e processamento inteligente distribuído, tendo em conta os maiores níveis de segurança.

Da mesma maneira, no projeto europeu SCOTT, a companhia desenvolve uma plataforma intermodal na nuvem, que permitirá enviar de forma segura aos veículos informação em tempo real sobre limites de velocidade ou outros sinais, recomendações ou alertas, incluindo informação de outros meios de transporte.

Além de tornar possível o desenvolvimento destes serviços de valor agregado, a Indra trabalha no projeto SCOTT desenvolvendo novas soluções e produtos baseados em tecnologias de comunicação sem fio segura, confiável e interoperável. Tudo isso em um entorno de ciber-segurança por meio do qual se pretende aumentar a confiança nas comunicações sem fio dos veículos conectados.

Graças à segurança incorporada na troca de informação com outros meios de transporte, o projeto tornará possível notificar de forma confiável aos veículos conectados e autônomos diferentes alertas, como, por exemplo, a chegada de um trem em um cruzamento, melhorando a eficiência no transporte e a segurança do passageiro.

O projeto SCOTT conta com 57 sócios de 12 países e está cofinanciado pelo Ministério de Energia, Turismo e Agenda Digital e pela Comissão Europeia.

SEM COMENTÁRIOS

Deixe seu comentário

Sair da versão mobile