Publicidade

    Mercado Livre capta R$ 245 milhões para oferta de crédito ao empreendedor no Brasil

    0
    Publicidade

    O Mercado Livre, através de sua unidade de negócios Mercado Crédito, anuncia a conclusão de rodada de investimentos que totaliza R$ 245 milhões em seu FIDC – Fundo de Investimento em Direitos Creditórios. Trata-se de uma das maiores e mais importantes captações da história envolvendo fintechs em toda a América Latina. O grupo de investidores que liderou a rodada é composto pelo BID Invest, instituição de setor privado do Grupo, Banco Interamericano de Desenvolvimento (Grupo BID), e pela Captalys.

    O valor destinado ao FIDC tem como objetivo impulsionar a oferta de crédito do Mercado Livre para os pequenos negócios, que hoje têm acesso limitado a crédito junto às instituições financeiras tradicionais. De acordo com o último Boletim Ceper/Fundace – com base em dados Banco Central -, os recursos destinados às grandes empresas cresceram 1%, enquanto para micro, pequenas e médias empresas, caíram 25% desde o início de 2018, em comparação com o ano passado.

    “Com a consolidação destes aportes, a oferta do Mercado Livre evolui para um outro patamar, contribuindo ainda mais para a movimentação da economia e fomento do empreendedorismo no Brasil. O mais importante é que poderemos ampliar o alcance do crédito para essa base com uma carteira rentável, transparente e com baixa volatilidade. Isso garante que possamos atender às necessidades de nossos clientes e ajudar a impulsionar seus negócios, democratizando o acesso ao crédito para micro e pequenos empreendedores”, afirma Daniel Stephens, Gerente Sênior do Mercado Crédito no Brasil.

    O Mercado Crédito já concedeu mais de R$ 665 milhões em crédito para vendedores online no Brasil, utilizando uma análise de pontuação própria que permite a pré-aprovação do crédito – o valor chega a R$ 350 mil, em até 12 parcelas, dependendo do perfil – a partir da avaliação do histórico transacional do cliente.

    Este modelo mais abrangente de análise de crédito foi decisivo para a conclusão do aporte. “Para nós, é importante trabalhar com uma empresa no âmbito do Mercado Livre comprometida com a inclusão financeira da América Latina. Seu processo de gestão de crédito, por meio da análise de dados para avaliação de risco, facilita o financiamento a um grande número de pequenos e médios empreendedores brasileiros que, de outra forma, não poderiam continuar a crescer. O BID Invest está comprometido em apoiar as empresas de Fintech na região”, confirma Gema Sacristán, diretora geral de negócios da BID Invest.

    SEM COMENTÁRIOS

    Deixe seu comentário Cancelar resposta

    Sair da versão mobile