Publicidade
Início Serviços Case Área de TI da Whirlpool direciona seu caminho para a nuvem

Área de TI da Whirlpool direciona seu caminho para a nuvem

0
Publicidade

A gigante da indústria de eletrodomésticos a Whirlpool Brasil, detentora das conhecidas marcas Brastemp, Consul e KitchenAid, estabeleceu sua estratégia de levar seus sistemas para a nuvem.  De acordo com Renata Marques, CIO da Whirlpool Brasil, dois projetos foram desenvolvidos até o momento nessa direção. O primeiro foi a adoção da ferramenta de colaboração Google For Work; o segundo, atualização do sistema de gestão empresarial SAP para a versão 4.7, que apesar de ainda não rodar na nuvem, já está preparada para o SAP Hana.

Atualmente, a empresa conta com mais de 15 mil funcionários distribuídos entre o centro administrativo e as fábricas localizadas em Joinville (Santa Catarina), Manaus (Amazonas) e Rio Claro (São Paulo), além de 23 laboratórios de Pesquisa e Desenvolvimento e quatro Centros de Tecnologia. Na América Latina, tem escritórios em São Paulo, Argentina, Chile, Peru, Guatemala, Equador, Colômbia, Porto Rico, República Dominicana e Miami.

Renata Marques, CIO da Whirlpool Brasil

De acordo com a executiva, apesar da estrutura de TI ser enxuta, sua equipe procura participar dos vários projetos que envolvem as áreas de negócios, pois a empresa tem um “mindset” nos negócios, que envolvem grande números de pontos de vendas no varejo e milhões de consumidores. “Inclusive, a equipe de TI vai visitar pontos de varejo para entender melhor a dinâmica das vendas”, diz.

A organização mundialmente trabalha com um data center próprio nos Estados Unidos, rodando SAP, porém, gerenciado pela equipe da IBM. No Brasil, o data center da big blue em Hortolândia, também é responsável pelo suporte aos inúmeros sistemas de TI da empresa.

A área de infraestrutura da equipe interna de TI da Whirlpool é responsável por cuidar da parte operacional, desenhar a arquitetura dos projetos e dar suporte ao “end user”. No quesito Governança de TI, a executiva explica, que além de gerenciar das normas exigidas, ela cuida do AMS – Application Management Support, acesso aos contratos, auditoria, entres outros.

A Whirlpool conta também com um centro de serviço compartilhado (shared services), mas, segundo a CIO, com algumas funções diferenciadas das típicas dessa atividade. Ela incluiu suporte paras as áreas de tributos, jurídico, intranet e de comunicação.

Pela condição de ser uma grande empresa de manufatura de eletrodomésticos, além de contar com o sistema de gestão da SAP, contabiliza inúmeros outros sistemas, como SCM – Suplly Chain Management, planejamento da produção, order to cash, sistema de chão de fábrica, vendas e distribuição, de inventário do varejo, planejamento de logística e frete.

Ao mesmo tempo, soma um grande número de sistemas para o varejo (Business Retail Management ) responsável pela atividades de administração dos serviços de pós-vendas, assistência técnica em todos país, gestão de relacionamento com o consumidor (CRM) call center e inúmeras iniciativas digitais e  interação com consumidores. “A Whirlpool tem ainda com e-commerce com sites da Kitchen Aid, Brastemp e Consul, que funcionam mais como uma vitrine para o varejo”, explica Renata.  Além disso, ela tem a área de novos negócios, como é o caso de aluguel de purificadores de água.

A área de TI também tem no seu radar as iniciativas de inovação, como uso de sensores nos eletrodomésticos (IoT- Internet da Coisas), que já estão acontecendo no exterior. ”No segundo semestre a área de TI desenvolverá uma  planejamento estratégico de inovação”, diz Renata.

Produtividade na nuvem

Para a CIO da Whirlpool Brasil, a adoção de ferramentas na nuvem já está aumentando a produtividade dos usuários e da equipe de TI, trazendo ao mesmo tempo colaboração no desenvolvimento do trabalho diário.

Para medir a satisfação de seus colaboradores com a mudança, a Whirlpool realizou uma pesquisa interna na América Latina. Ela revelou que 89% dos funcionários estão satisfeitos com as novas ferramentas e 80% acreditam que houve uma melhora da produtividade, qualidade e agilidade na rotina de trabalho.

Para chegar e esse resultado, a área de TI desenvolveu campanhas motivacionais e treinamento de profissionais, que ao mesmo tempo eram multiplicadores do uso das ferramentas e também serviam como suporte para as dúvidas das pessoas. Globalmente o Google Apps for Work foi adotado por 40 mil colaboradores da empresa no mundo, dos quais quase 5 mil na América Latina.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Sair da versão mobile