Publicidade

    Consumidores querem carros mais conectados, aponta estudo

    0
    Publicidade

    Consumidores em todo o mundo estão usando mais as tecnologias de comunicação — como celular, mensagens de texto, telefone, websites e outros dispositivos com comunicação embarcada — para se conectarem com montadoras e revendedoras.

    Eles estão dispostos a trocar informações pessoais por tecnologia que garanta mais conexão,  customização, segurança e economia e, em sua maioria, (57%), andariam em um carro que dispensa um motorista humano — com destaque para os brasileiros (96%), indianos (86%) e chineses (70%.)

    É o que revela a pesquisa Cisco Customer Experience Report, que ouviu mais de 1.500 consumidores na Alemanha, Brasil, Canadá, China, Estados Unidos, França, Índia, Japão, Reino Unido e Rússia.

    “Esta pesquisa confirma que está na hora de levar a internet para a estrada e para dentro de nossos carros”, diz Andreas Mai, diretor de marketing de produto do Connected Industries Group da Cisco

    De acordo com o estudo, a maioria dos consumidores permitiria o monitoramento de seus hábitos de direção a fim de economizar em seguro, manutenção ou serviços (74%).

    A maior parte também forneceria informações biométricas em troca de segurança personalizada ou do carro (60%) e compartilharia informações pessoais como altura, peso, hábitos de direção e preferências em entretenimento em troca de customização (65%).

    Entre vários outros achados, o estudo aponta que 83% dos consumidores globais preferem pesquisar informações sobre um carro online, contra apenas 17% que preferem telefonar ou ir a uma concessionária. Cerca de 61% usam websites de fabricantes ao fazerem pesquisas para comprar um carro.

    Em torno de 52% dos consumidores querem monitorar o preço do combustível a partir de um veículo, enquanto 46% querem monitorar preços de seguro, 35% a disponibilidade de assistência automotiva em estradas e 32% as informações de recall.

    SEM COMENTÁRIOS

    Deixe seu comentário

    Sair da versão mobile