TI INSIDE Online -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Telefonia móvel tem menor crescimento em 25 meses

Postado em: 16/03/2006, às 19:57 por Redação

As operadoras do Serviço Móvel Pessoal (SMP) fecharam fevereiro com 594.407 novas habilitações de celulares ? o número mais baixo desde janeiro de 2004, o último mês a registrar adesão ao serviço inferior a 600 mil novos assinantes.

O país acumulou um total de 88.065.318 acessos em serviço no segundo mês do ano (tradicionalmente de retração por ser mais curto e ter o recesso do Carnaval) contra 87.470.911 registrados em janeiro. Os pré-pagos somaram 70.991.654 acessos (80,61%) e os pós-pagos 17.073.664 (19,39%). O crescimento foi 26,72% inferior a fevereiro de 2005.

Nos dois primeiros meses do ano, 1.854.982 novos assinantes aderiram à telefonia móvel, número ligeiramente superior (2,62%) aos 1.807.453 do mesmo bimestre do ano passado. Nos últimos 12 meses, de março de 2005 a fevereiro de 2006, o Brasil ganhou 19.430.318 novos assinantes, um crescimento de 30,63% sobre os 67.413.030 de fevereiro do ano passado.

Apesar de tímido, o resultado de fevereiro manteve a tendência de crescimento da teledensidade do serviço móvel no País ? o índice avançou de 47,21 em janeiro para 47,47, contra 46,58 em dezembro de 2005 e 37,46 em fevereiro passado. O indicador internacional, que representa o número de telefones em serviço para cada grupo de 100 habitantes, cresceu 1,91% este ano no Brasil e 26,72% em 12 meses.

O Distrito Federal (DF) manteve a liderança no indicador, com índice de 115,78 ? ou 1,15 telefone para cada habitante. O Rio Grande do Sul permanece com a segunda melhor densidade (índice de 64,34), seguido do Rio de Janeiro (63,93), Mato Grosso do Sul (62,59), Santa Catarina (56,26), Goiás (56,16), Mato Grosso (54,78), São Paulo (53,24), Paraná (50,93) e Minas Gerais (47,38). Maranhão, Piauí e Bahia têm as menores densidades do país, respectivamente 18,79, 22,58 e 29,5.

O Piauí detém, no entanto, a dianteira entre as unidades da federação quando se trata do crescimento da teledensidade. O estado registra avanço de 4,44% neste ano e 52,67% em 12 meses. O segundo maior crescimento no indicador em 2006 é do Rio Grande do Norte ? 4,29% e densidade de 40,85 ?, seguido da Bahia, Paraíba, Alagoas, Maranhão, Ceará e Pernambuco.

O bom desempenho dos estados do Nordeste mantém a recuperação da densidade na região, que era de 21,32 em 2004, chegou a 30,52 dezembro de 2005 e agora está em 31,62, que é ainda a menor entre todas as regiões brasileiras. O crescimento, no entanto, foi de 43,86% em 12 meses, um recorde entre as cinco regiões.

O Norte detém a segunda menor densidade (índice de 35,08) regional. A região Sudeste, a mais rica do país, mantém a terceira posição no indicador (índice de 53,3), enquanto a região Sul tem a segunda melhor densidade (índice de 57,48), atrás apenas do Centro-Oeste, com densidade de 67,68.

A Vivo permaneceu na liderança do mercado brasileiro de telefonia móvel em fevereiro, com 34,10% ? uma pequena redução em relação aos 34,30% de janeiro. A TIM mantém a segunda colocação do mercado, com 23,52% (23,45% em janeiro), seguida da Claro, com 21,51% (21,56% em janeiro). A Oi (Telemar) tem 12,39% (12,26% em janeiro); a Telemig/Amazônia Celular, 5,24% (5,25% em janeiro); a 14BrasilTelecom GSM tem 2,70% (2,64% em janeiro). A CTBC Telecom Celular permanece com 0,45%, enquanto a Sercomtel Celular continua com 0,09% do mercado.

A tecnologia GSM permanece em expansão e na liderança do mercado, com 46.931.697.106 acessos (eram 46.009.905 em janeiro), ou 53,29% do total. A tecnologia CDMA tem 24.611.441 acessos (27,95%) e a TDMA, 16.394.753 (18,62%). A Tecnologia analógica AMPS possui apenas 127.427 acessos (0,14% do total).

Tags:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top