TI INSIDE Online -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

SoftBank anuncia a compra da empresa britânica de chips ARM por US$ 32 bilhões

Postado em: 18/07/2016, às 16:14 por Erivelto Tadeu

A companhia japonesa de tecnologia SoftBank anunciou nesta segunda-feira, 18, um acordo para comprar a projetista britânica de chips ARM por US$ 32,2 bilhões dinheiro. A aquisição é parte da estratégia do grupo japonês de ganhar musculatura para disputar o mercado de Internet das Coisas por meio do investimento no segmento de máquinas conectadas à internet.

A SoftBank, que pagou US$ 22 bilhões pela operadora norte-americana Sprint em 2013, vai pagar 17 libras por ação (o equivalente a US$ 22,50) em dinheiro para ARM, o que representa um prêmio de 43% em relação ao preço de fechamento do papel da empresa na sexta-feira, 15.

Em comunicado, o CEO da do grupo japonês, Masayoshi Son, disse que a aquisição marca uma "mudança de paradigma" na empresa, que aposta na demanda por conectividade com a internet através de dispositivos tão diversos como automóveis e geladeiras. O executivo retomou as rédeas das estratégias de investimento da empresa com a renúncia em junho de seu ex-vice-presidente e provável sucessor, Nikesh Arora.

O governo do Reino Unido comemorou o acordo, a maior aquisição de uma empresa britânica por uma companhia asiática, como um sinal de confiança no país após os britânicos terem decidido em um plebiscito no mês passado sair da União Europeia, processo conhecido como "Brexit", acrônimo de "Britain Exit".

O CEO da ARM, Simon Segars, disse que inicialmente era cético em relação à possibilidade de fechamento do negócio quando a SoftBank fez a sua oferta formal há duas semanas. "Nós sempre nos viamos como uma empresa independente", disse ele, acrescentando que após "um turbilhão de negociações" nessas duas semanas, as empresas bateram o martelo. Um dos fatores que pesaram a favor do negócio, segundo ele, foi a garantia da SoftBank de que a ARM continuaria a operar como atualmente. "Não há nenhuma intenção da companhia japonesa de mudar a nossa cultura, a nossa equipe", disse Segars.

A ARM tem cerca de 4 mil empregados em todo mundo, sendo que 1,6 mil estão na Grã-Bretanha, e é a maior companhia de tecnologia em valor de mercado listada na Bolsa de Londres. Os microprocessadores da empresa equipam mais de 95% dos smartphones do mundo, de gigantes como Samsung, Huawei e Apple, entre outras. Mas, ela apenas projeta, e não fabrica, microprocessadores para smartphones e outros dispositivos. A SoftBank informou que planeja dobrar o tamanho da equipe no Reino Unido durante os próximos cinco anos.

Apesar de dominar o mercado de chips móveis, a desaceleração da demanda por smartphones impactou negativamente os resultados recentes da ARM, que agora tem apostado no desenvolvimento de chips para roteadores e outros dispositivos de rede, segmento no qual já detém cerca de 15% de participação de mercado. A meta da empresa é aumentar essa fatia para 45% até 2020. Com agências de notícias internacionais.

Tags: , , , , , , , , , , , , , , ,

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top