TI INSIDE Online -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Receita do Mercado Livre registra crescimento de 36% no terceiro trimestre, impulsionada pelo Brasil

Postado em: 04/11/2016, às 18:32 por Redação

O site de comércio eletrônico Mercado Livre encerrou o terceiro trimestre deste ano com queda de 15% no lucro líquido, para US$ 39 milhões, ante US$ 45,6 milhões registrados em igual período de 2105. Em contrapartida, a receita líquida teve aumento de 37%, totalizando US$ 230,8 milhões contra US$ 168,6 milhões um ano antes.

No Brasil, o crescimento da receita foi de 76% em dólares e de 62% em reais. Ato todo, foram registrados 47,6 milhões de itens vendidos, um aumento de 40% em relação ao mesmo período do ano passado. No Brasil, o crescimento em itens vendidos foi ainda maior: 61%

Tanto que a receita registrada pelo marketplace Mercadolivre.com cresceu 36% em dólares devido, principalmente, aos excelentes resultados do site no Brasil e no México. A receita proveniente dos outros serviços oferecidos pela companhia cresceu 38% em dólares, tendo como destaques Mercado Pago, Mercado Envios e Publicidade.

A receita líquida do Mercado Livre no Brasil foi de US$ 131 milhões, um crescimento de 76% em dólares e 62% em reais. Taxas de crescimento ainda maiores do que as divulgadas no trimestre anterior, que foram de 41% em dólares e 61% em reais.

O total de despesas operacionais aumentou 38%, totalizando US$ 92 milhões. As despesas representaram 40% das receitas da companhia, ante 39,5% no terceiro trimestre de 2015.

"Seguimos expandindo o que chamamos de enhanced marketplace, ou seja, os serviços que complementam o marketplace e melhoram a experiência de quem compra e vende. Entre esses serviços estão os de pagamentos, oferecidos por Mercado Pago, e de logística, oferecidos por Mercado Envios", afirma Stelleo Tolda, COO do Mercado Livre. "Temos sido capazes de sustentar altas taxas de crescimento em nossos volumes de negócios, receitas e métricas de satisfação dos clientes", diz.

A unidade de pagamentos Mercado Pago teve um trimestre excepcional, registrando um volume total de pagamentos de US$ 2,1 bilhões (operações dentro e fora do marketplace). Pela primeira vez na história do Mercado Livre, o volume total de pagamentos ultrapassou o valor total transacionado na plataforma do Mercado Livre (GMV-Gross Merchandise Volume), que foi de US$ 2 bilhões. O GMV de US$ 2 bilhões representou um aumento de 11% em dólar e 46% em moeda constante.

Foram realizadas 36,8 milhões de transações de pagamentos via Mercado Pago no período, 67% a mais do que no mesmo trimestre de 2015. Foram vendidos 47,6 milhões de itens na região, um crescimento de 40%. O Brasil foi o país onde esse número mais cresceu (61%), seguido do México (33%).

As receitas com publicidade cresceram 84% em moeda constante, impulsionadas principalmente pela consolidação do formato publicitário product ads.

As receitas provenientes da atividade de vendedores profissionais de classificados (imobiliárias e lojistas de automóveis) cresceram 20% em moeda constante e já representam dois terços da receita total da unidade de negócios. A quantidade de anúncios aumentou 40%, atingindo um total histórico de 2,4 milhões de anúncios em tempo real.

RSS
Facebook
Twitter
LinkedIn

Tags: , , , , , , , , ,

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)

Top
Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial