TI INSIDE Online -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Serviços Gerenciados são essenciais para evitar surpresas (desagradáveis) na migração para a nuvem

Postado em: 14/09/2018, às 13:58 por Otavio Argenton

Uma das principais premissas das organizações que optam em investir em cloud computing é a redução de custos e otimização dos recursos. Já está comprovado que a adoção da nuvem reduz os custos com infraestrutura de TI, considerando a mão de obra especializada envolvida e o serviço a ser consumido.

De acordo com a IDC, o investimento das empresas com cloud deve aumentar 40% este ano em toda a América Latina. Outras previsões da consultoria para o mercado são que até 2021, pelo menos 41% do PIB da região será digital, impulsionado especialmente por ofertas e operações digitais. Além disso, em três anos, os gastos com serviços em cloud mais do que dobrarão, alcançando cerca de 11 bilhões de dólares.

Mas tem um ponto muito importante e que, muitas vezes, acaba sendo esquecido: os custos escondidos na implantação da nuvem, como seu gerenciamento.

Ao migrar os dados e servidores para a nuvem é preciso também considerar a gestão do ambiente. Se você move sua infraestrutura para a nuvem, sem planejamento e gestão tende a ter um custo maior do que tinha antes.

Uma das maneiras de evitar que isso aconteça é fazendo uma análise preditiva do ambiente e gerando alertas a cada movimentação. Por exemplo, se você quer subir uma máquina para o ambiente da nuvem, precisa saber que seu custo vai aumentar de mil dólares para mil e duzentos dólares, por exemplo.

Também há uma situação muito típica de falta de gestão adequada: quando vemos empresas que consomem menos do que contrataram. É comum encontrar organizações que façam um investimento muito alto na nuvem, com um ano de validade e um contrato de três anos, por exemplo, e sejam surpreendidas. O que acontece? Ela não usa todo o espaço adquirido e acaba perdendo todo o montante investido. E por que não consumiu? Possivelmente, porque não teve uma gestão adequada do seu ambiente na nuvem.

Esse tipo de situação não acontece quando se tem um parceiro certo para orientar em toda a jornada para a nuvem: da migração à gestão. Um fornecedor sério e capacitado não vende mais do que o cliente precisa. E para saber quanto a empresa precisa é simples: basta fazer uma venda justa, baseada em transparência, onde o cliente está sempre informado sobre o cenário real do seu ambiente em nuvem: antes, durante e depois da migração.

Portanto, é fundamental buscar no mercado um parceiro que além de mover os dados para a nuvem, saiba administrá-los corretamente para que não haja estouro de budget.

Lembre-se que migrar para um ambiente de cloud computing envolve algumas ondas: entender o que é a nuvem, validar os benefícios que isso trará ao seu negócio,saber como migrar os dados para este ambiente, e fazer a gestão do custo. Pense nisso!

Otavio Argenton,  CEO da Comparex Brasil.

Tags: , , , ,

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top