Box planeja abrir escritórios na Europa e no Brasil

0
0

A Box, fornecedora americana de armazenamento e gestão de dados corporativos online, planeja expandir a atuação mundial com a abertura de dois escritórios europeus que irão servir de base para a chegada aos mercados emergentes, incluindo o Brasil. A companhia concorre com pesos pesados do mercado de tecnologia como Amazon Web Services, Microsoft, IBM, HP e Google.

Em entrevista ao The New York Times, o CEO e fundador da Box, Aaron Levie, confirmou a contratação de ao menos cem funcionários para as áreas de vendas, marketing e desenvolvimento de produto para início das operações em Munique, na Alemanha, e Paris, na França, até o fim do ano. Depois disso, a companhia pretende investir em localidades com grande demanda por storage, incluindo "Japão, Cingapura, Austrália e Brasil".

Hoje, a Box possui dez data centers "em vários países". Recentemente, a empresa levantou US$ 150 milhões para financiar a expansão internacional. O aporte também será usado na "preparação para a oferta pública inicial de ações [IPO] em 2014", segundo Levie. Apesar de não divulgar números sobre lucro ou receita, o CEO afirma que a Box está avaliada em US$ 1 bilhão.

Quando as operações estiverem consolidadas, o objetivo é que 30% da receita sejam provenientes do mercado internacional – o dobro da porcentagem atual. Algumas das empresas que já são clientes da fornecedora americana são a EMI Music, Volkswagen e o serviço de streaming de música Spotify, que também começa neste ano suas operações no Brasil.

Deixe seu comentário