Fábrica da Microsoft em Manaus é vendida para a Flextronics

0
24

A Microsoft vendeu a sua fábrica em Manaus para a Flextronics. A troca de controle na operação da fábrica acontecerá em janeiro do ano que vem. A Flextronics seguirá produzindo smartphones e consoles Xbox para a Microsoft na unidade fabril. Os valores envolvidos no negócio não foram revelados. A Microsoft informa que dará todo o apoio aos seus funcionários nesse período de transição.

A informação de que a empresa iria se desfazer do ativo vinha circulando no mercado nas últimas semanas. Fontes da área de handsets relatam que a Microsoft reduziu a produção nos últimos meses, assim como seus canais de atendimento para grandes compradores no país.

Em comunicado enviado a este noticiário, a Microsoft explica as razões para se desfazer da fábrica: "Como parte da reestruturação do negócio de dispositivos móveis anunciada anteriormente, a Microsoft tem procurado formas de aumentar a eficiência nas operações. Depois de uma profunda e minuciosa avaliação, e sujeita à aprovação regulatória final, a Microsoft decidiu contratar para a fabricação de Xbox e de smartphones no Brasil o  nosso parceiro de negócios, a Flextronics, a partir de janeiro de 2016. O objetivo é que a Flextronics mantenha um nível semelhante de operações no Brasil. A Microsoft está empenhada em apoiar os funcionários durante esta transição."

A decisão de terceirizar a produção no Brasil faz parte da reestruturação mundial que a Microsoft anunciou em julho na área de handsets, com a previsão de demissão de 7,8 mil pessoas ao redor do mundo. A empresa deve enxugar seu portfólio de aparelhos, se concentrando em três segmentos: modelos de entrada; segmento corporativo; e aparelhos premium.

INdT

Por outro lado, é incerto o futuro do Instituto Nokia de Tecnologia (INdT), localizado em Manaus e herdado pela Microsoft depois da compra da Nokia. O INdT é um dos centros de pesquisa mais atuantes no desenvolvimento de tecnologias móveis no Brasil. O problema é que a existência do INdT está diretamente associada à fábrica em Manaus: seu funcionamento é bancado pelos benefícios fiscais da Lei de Informática. A Microsoft informa que o INdT não será transferido para a Flextronics e que agora procura por outros parceiros que possam se interessar em manter o centro de pesquisa.

Deixe seu comentário