Área de negócios ganha cada vez mais poder nas compras de TI, aponta estudo

0
0

O poder de compra de soluções de tecnologia da informação está mudando de mãos rapidamente, o que coloca a TI no papel de componente integral das operações de negócios, e não mais como mera facilitadora, aponta um estudo recente encomendado à IDC pela Hitachi Data Systems, fornecedora de serviços e soluções de TI.

Segundo o relatório, quase 40% de todos os projetos na área de tecnologia, globalmente, não são mais alocados exclusivamente no departamento de TI. Paralelamente, 48% dos chamados compradores empresariais — CEOs, gerentes de unidades de negócios, gerentes de linhas, entre outros — exercem influência sobre o processo de aquisição de soluções de TI, em todas as fases do ciclo. Ainda de acordo com a análise, os novos compradores têm foco na receita bruta/líquida, renda, produtividade e retorno de investimento.

Essa transformação deve ser impulsionada pelo o que a IDC denomina de "terceira plataforma", nova onda tecnológica em que a computação em nuvem, aplicativos e dispositivos móveis, big data e redes sociais ditam as formas com que softwares e serviços estão sendo entregues ao mercado, representando uma alteração fundamental nos métodos e processos entre clientes, fornecedores e seus "ecossistemas".

Hoje, o comprador de tecnologia é, predominantemente, um executivo ou gerente que precisa ter uma boa compreensão dos vários fatores de custo ao longo do ciclo de vida de uma determinada solução. Além disso, é fundamental que ele seja parceiro da área de TI, pois assim é possível articular claramente os resultados de negócios desejados.

O estudo mostra que as empresas estão investindo mais em TI e que o desenvolvimento interno de soluções está em ascensão. Há uma crescente ligação entre tecnologias adotadas e resultados de negócios e isso está criando um senso de urgência para a implementação de novas iniciativas. "A computação em nuvem, por exemplo, facilita a aquisição e a gestão de tecnologia por leigos. Já o acesso de usuários a TI por meio de aplicativos vem sendo impulsionado por ações das linhas de negócios", observa Marcelo Sales, diretor de Produtos e Soluções da Hitachi Data Systems.

Entre as principais aquisições de tecnologia impulsionadas por compradores empresariais, de acordo com o levantamento da IDC, está o armazenamento. À medida que mais aquisições de soluções de armazenamento são influenciadas por linhas de negócios, há vários pontos que os compradores empresariais precisam conhecer para escolher as melhores opções.

Fazer um planejamento eficaz da capacidade ou um modelo de pagamento por uso pode ajudar a evitar um crescimento indesejado de dados, por exemplo. Outro ponto que deve ser levado em conta são os requisitos de armazenamento, serviço de infraestrutura e custos na terceirização para um provedor de serviços em nuvem, aponta a pesquisa.

O estudo revela ainda que agora é o momento de se adaptar às mudanças e entender que nem a TI e nem a influência dos compradores empresariais sobre compras de tecnologia acabarão.

Deixe seu comentário