Gastos com TICs devem aumentar em quase 50% das empresas brasileiras, indica estudo

0
0

Os gastos com tecnologias da informação e comunicações (TICs) devem aumentar neste ano. Ao menos é isso que indica o estudo Brazil IT Snapshot, realizado pela PromonLogicalis durante janeiro e fevereiro, com 207 empresas do país. Cerca de metade (49%) das grandes empresas brasileiras que possuem área dedicada a TI informa que pretende aumentar os investimentos em TICs, enquanto 31% delas planejam manter o orçamento para tal.

Com base nos resultados do estudo, o relatório da PromonLogicalis classifica o mercado brasileiro de TIC no nível intermediário de maturidade, porém com alto grau de consciência da própria situação e aspirações bastante realistas. O levantamento mostra, por exemplo, que a construção de data centers próprios deve consumir a maior parte dos investimentos em TI de 48% das empresas entrevistadas. Na sequência, aparecem os gastos com aplicações (46%), redes (37%), segurança (27%) e telefonia (25%).

O estudo revela também que a computação em nuvem já é realidade em 69% das empresas, sendo que a nuvem privada é a preferida de 46% delas, enquanto a nuvem pública ainda é raridade no ambiente corporativo, usada por apenas 5% das companhias. A principal barreira para adoção de nuvem pública é cultural, conforme constatado em 52% das empresas, além de outros fatores como desconfiança dos executivos em relação a confiabilidade, disponibilidade e segurança dos dados.

"Observamos que os gestores de TIC optam por levar para a nuvem apenas aplicações com níveis mais baixos de criticidade ou cuja taxa de sucesso já tenha sido comprovada, como soluções de correio eletrônico, que estão no topo das tecnologias contratadas nesse modelo", comenta o diretor de consultoria da PromonLogicalis, Luis Minoru.

Em relação à segurança da informação, mais de 60% das empresas ouvidas já possuem as principais ferramentas de proteção implantadas. Soluções como firewall, VPN, IPS e antivírus já estão implementados em 87% das empresas ou estão em processo de adoção por outras 8%.

O relatório Brazil IT Snapshot 2013 revela, ainda, que os gestores de TI de grandes empresas têm claro os benefícios trazidos pela adoção da tecnologia e os desafios que ainda precisam enfrentar nesse processo, e reconhecem que há espaço para amadurecer e aumentar o nível de maturidade das companhias no uso corporativo das TICs no país.

Deixe seu comentário