Rival do Uber, serviço de transporte individual Cabify estreia em São Paulo com preço competitivo

0
8

A startup espanhola de transporte individual de passageiros Cabify iniciou suas operações no Brasil nesta segunda-feira, 6, começando pela cidade de São Paulo. Concorrente do Uber, a empresa tem como diferencial da empresa americana a maneira de cobrar e promete preços competitivos — o passageiro paga as corridas somente por quilômetro, o tempo não é computado. Ou seja, se pegar um engarrafamento, ele não paga pelos minutos que permanecer parado. Porém, o valor varia de acordo com a corrida.

O Cabify cobra R$ 2,50 do passageiro a cada quilômetro, em percursos de 5 km a 10 km; R$ 2 em rotas de 10 km a 25 km; e R$ 3 em viagens acima de 25 km. A tarifa base é de R$ 0,50, mas sobe para R$ 2,50 em horários de pico. A cada viagem, 25% do total é pago automaticamente para a companhia e o restante fica com o motorista autônomo.

No UberX, a tarifa base é de R$ 3, o preço por minuto é de R$ 0,35 e preço por quilômetro é de R$ 1,43. No caso da tarifa dinâmica, o valor aumenta de acordo com a demanda em uma determinada região, tornando viagens em horário de pico mais caras.

Não há tarifa dinâmica no Cabify, mas também o serviço não oferece compartilhamento de veículos, o que reduz o preço das corridas realizadas pelo aplicativo concorrente.

Assim como no 99Top, da 99Táxis, e no Uber, não há taxa cobrada pela mudança de município, o que reduz o preço da corrida para quem precisa ir a uma cidade vizinha de São Paulo, como Guarulhos.

A versão que começou a operar nesta segunda-feira é o Cabify Light, categoria semelhante ao UberX. Contudo, há algumas diferenças na escolha de veículos. Embora praticamente todos os sedãs se enquadram, somente alguns modelos hatch entram no serviço e carros simples, como Celta e Uno, ficam de fora.

Os motoristas de táxis pretos, a mais nova categoria aprovada pela Prefeitura de São Paulo, também poderão fazer parte do Cabify, junto com pessoas que dirigem profissionalmente sem alvará.

A qualidade do serviço prestado aos paulistanos é a principal aposta da Cabify neste primeiro momento no Brasil, que deve se tornar um dos seus maiores mercados no cenário global, dada a necessidade do transporte individual de cidades como São Paulo e Rio de Janeiro. As próximas cidades onde o Cabify deve passar a operar são Belo Horizonte, Brasília, Curitiba, Goiânia, Rio de Janeiro e Porto Alegre.

Deixe seu comentário