TST doa computadores para informatizar sistema de transfusões de sangue do DF

0
0

O presidente do Tribunal Superior do Trabalho, ministro Barros Levenhagen, participou na sexta-feira, 3, no Hospital de Base do Distrito Federal (HBDF), do lançamento oficial da informatização das Agências Transfusionais da Hemorrede Pública do DF, coordenadas pela Fundação Hemocentro. São 13 unidades localizadas nos hospitais da rede pública que foram informatizadas com os 50 computadores doados pelo TST. Participaram da solenidade o secretário interino de Saúde do DF, José Bonifácio Carreira Alvim, e a diretora do Hemocentro, Beatriz Mac Dowell Soares.

As 13 agências realizam juntas cerca de cinco mil transfusões por mês. Fazem testes pré-transfusionais, a transfusão e o acompanhamento pós-transfusional. Com a informatização, todos os procedimentos terão mais agilidade, além de melhorar o gerenciamento da rede.

O DF é a primeira unidade da Federação a informatizar 100% a sua hemorrede. O sistema levou cerca de quatro anos para ser desenvolvido e, de acordo com Beatriz Mac Dowell Soares, a conclusão agora só foi possível devido à doação do TST.

"Não é fácil para nós, do serviço público, adquirirmos equipamentos para nos aparelharmos" afirmou a diretora. "Com esses computadores, implantamos o sistema de código de barras, ampliando a segurança e evitando riscos de erros humanos. Antes, a anotação da recepção do sangue nos hospitais era feita à mão". Ela disse ainda que os membros da fundação estão "emocionados e muito gratos" com a doação. Com informações da Assessoria de Comunicação do TST.

 

Deixe seu comentário