Google investe US$ 500 mi para expandir serviço de entregas similar ao da Amazon

0
0

Depois de a Amazon transformar-se, ao longo da última década, de uma vendedora de livros online para o lugar onde americanos recorrem quando querem pesquisar e comprar praticamente qualquer coisa – de fraldas até TVs de tela plana -, a cada pesquisa de produtos feita na varejista online em vez de no Google, enfraquece o principal negócio do gigante das buscas: a venda de anúncios veiculados aos resultados de buscas.

Ciente da forte concorrência, o Google anunciou que pretende investir US$ 500 milhões para brigar com a Amazon ao expandir o Google Shopping Express nos Estados Unidos, segundo revelou uma fonte familiarizada ao assunto ao site de tecnologia re/Code. O serviço foi criado no ano passado e permite aos clientes comprar itens de lojas de varejo locais por meio do Google, que, em seguida, os distribui para os consumidores da loja de varejo físico no mesmo dia ou no dia seguinte.

Sem confirmar o valor investido na expansão do Google Shopping Express, Tom Fallows, diretor do serviço, afirmou que a companhia está "colocando um monte de dinheiro para isso e estamos animados e dispostos a sustentar que o investimento, ao longo do tempo, já começa a andar". Segundo ele, um dos principais objetivos da iniciativa é agregar mais utilidade aos anúncios veiculados à busca de produtos no Google.

Parte do investimento já foi destinada para a comercialização do serviço em cada nova cidade, no aumento da frota de veículos de entrega, bem como para pagar uma rede de empacotadores e entregadores. "Oferecer itens disponíveis localmente é uma parte muito importante de garantir que o Google é o melhor lugar para fazer compras", acrescentou Fallows.

Deixe seu comentário