Google oferece US$ 1 bilhão e entra na disputa pelo Whatsapp, diz site

1
2

Após os rumores de que o Facebook estaria negociando a compra do Whatsapp, popular serviço multiplataforma de troca de mensagens instantâneas via smartphones, agora surgem especulações de que o Google entrou na disputa para arrematar o app. De acordo com o site Digital Trends, pessoas próximas ao assunto informaram que as negociações estão em estágio avançado, e que o negócio gira em torno de US$ 1 bilhão.

O aplicativo, disponível para os sistemas operacionais Android, iOS, Blackberry, Windows Phone e até mesmo para o Symbian, em aparelhos mais simples e já descontinuados pela Nokia, tem cerca de 100 milhões de usuários ativos por dia. O serviço passou por recentes mudanças em seu modelo de negócio. Até fevereiro, era gratuito por 12 meses e depois era cobrada uma taxa anual de US$ 1 para usuários de todos os sistemas operacionais, excluindo o iOS, cuja taxa única para download era de US$ 0,99. Em março, o Whatsapp passou a cobrar a anuidade de US$ 1 para todos os novos usuários de qualquer plataforma.

Mesmo com algumas reclamações nas redes sociais devido a essa alteração, a cobiça em torno do Whatsapp aumentou com sua popularidade crescente. Ele deixa outros aplicativos de troca de mensagens cada vez mais obsoletos e gera grande concorrência com SMS de operadoras de telefonia móvel ou outros serviços de comunicação por rede de dados de celular, como o próprio serviço de mensagens do Facebook.

Os rumores em torno da compra indicam que o Google está unindo diferentes serviços de comunicação em uma única plataforma, cujo nome já estaria escolhido: Google Babel. Contudo, ainda é necessário algo inovador para compor o mix de serviços e a compra do Whatsapp seria o impulso que faltava para a empresa competir neste nicho de mercado.

Procuradas pelo site, nenhuma das empresas quiseram comentar o assunto.

1 COMENTÁRIO

Deixe seu comentário