Mastercard e Visa submetem modelo de arranjo de transferência ao Banco Central

0
4

A Mastercard submeteu nesta quarta-feira, 8, ao Banco Central do Brasil, sua proposta deum modelo de arranjo de transferência que potencialmente viabilizará os pagamentos via WhatsApp no país, iniciativa suspensa pelo órgão oficial no último dia 23, alegando "preservar um adequado ambiente competitivo, que assegure o funcionamento de um sistema de pagamentos interoperável, rápido, seguro, transparente, aberto e barato", segundo comunicado emitido ela instituição.

O comunicado da Mastercard diz que "atendendo à solicitação do Banco Central, a Mastercard, no papel de Instituidor de Arranjo de Pagamentos, protocolou um modelo de arranjo de transferência buscando a aprovação do regulador para o projeto de pagamentos via Whatsapp no país. A empresa está trazendo para esse novo arranjo as regras existentes da Mastercard para o benefício de todas as partes, além de tecnologias de Mastercard Send, plataforma global interoperável que permite o envio rápido e seguro de fundos, e Mastercard Digital Enablement Service (MDES), solução de tokenização da Mastercard que protege as informações do cartão do consumidor e permite transações seguras e criptografadas. Acreditamos que essa é a maneira mais direta e eficaz de avançar com o projeto e estamos confiantes que o modelo protocolado oferece os mais altos padrões globais de segurança, interoperabilidade e não discriminação entre os participantes do arranjo pagamento, endereçando as preocupações do regulador."

Visa

A Visa, por sua vez, protocolou junto ao BC proposta que detalha o arranjo de pagamento, incluindo a modalidade de transferência, solicitada pelo órgão. O documento busca responder à todas as preocupações do regulador e assegura o cumprimento das novas disposições, garantindo todos os protocolos de segurança e interoperabilidade das soluções. Aguardamos o retorno do Banco Central para darmos continuidade ao processo, e seguimos com o compromisso de oferecer soluções de pagamentos inovadoras e abertas, que beneficiam indivíduos, empresas e economias em geral.

Deixe seu comentário