Consultoria ajuda startups na criação de estratégias de gestão de pessoas

0
48

O sonho de toda empresa é crescer, ser forte e reconhecida no mercado. Mas, quanto mais uma companhia cresce, mais demanda de seus CEOs e fundadores e exige uma estrutura confiável de RH para estabelecer as bases que manterão esse empreendimento sólido e estável. Buscando auxiliar as startups e empresas de tecnologia a criar uma estratégia na área de gestão de pessoas, desde a construção de uma equipe de profissionais até a definição de projetos de cultura e liderança, a psicóloga Daiane Andognini usou seus mais de 20 anos de experiência na área para criar a HUG.

Fundada em 2016, a consultoria ajuda esses negócios a criarem uma estrutura escalável em gestão de talentos, definindo e executando os principais projetos de gestão de pessoas com uma estrutura clara, para que eles possam atrair e recrutar os melhores talentos, além de construir uma cultura vencedora dentro dessas empresas. "É muito importante trabalhar, além da gestão de pessoas, a cultura e as lideranças da empresa. Se uma dessas áreas não está em sintonia, as coisas não funcionam", afirma Daiane.

As soluções oferecidas pela HUG se dividem em Talent Host e Cultura e Liderança. No Talent Host, o trabalho consiste em estruturar ou reestruturar a gestão de pessoas da startup para garantir seu crescimento através de processos simples e replicáveis, com entregas que estejam de acordo com as expectativas de expansão da empresa. Para isso, a consultoria faz um diagnóstico do que a startup precisa, quais seus desafios e metas para definir os projetos que devem ser priorizados pela área de pessoas.

A partir daí, o trabalho da HUG será encontrar (caso a empresa ainda não tenha) os profissionais que irão compor a equipe, fazer mentorias e acompanhar o time de gestão de pessoas para que os objetivos traçados tenham sucesso. "Conversamos com os empreendedores e suas equipes para entender suas dores e desenvolver um projeto alinhado com a estratégia do negócio. Nesses 4 anos ajudamos mais de 54 empresas a construírem uma gestão de pessoas que as permitiram crescer de maneira escalonada", conta Daiane.

Já a solução de Cultura e Liderança busca construir uma estrutura de valores e princípios coerentes com uma startup de alto crescimento, atuando em duas frentes: a construção da cultura da empresa e o desenvolvimento dos líderes que irão influenciar os demais colaboradores para o crescimento exponencial desse nosso mindset. Para a consultora, um mediador externo faz toda a diferença para o desenvolvimento da cultura de uma empresa. "Entrevistamos pessoas-chave na empresa para diagnosticar como a cultura, metas e lideranças são vistas e definir, através de um processo de co-criação, o propósito, valores e competências da startup", explica.

O programa contribui para que todos estejam na mesma página e participem na definição e execução do que será o futuro da organização. De um lado, os líderes se tornam mais conscientes e preparados para fazer gestão das suas equipes. Do outro, as equipes têm a clareza do propósito da organização e como podem contribuir para elevar a empresa a outro nível nos negócios. "O sucesso do projeto é que a cultura é feita pelas pessoas dentro da organização, e não pelo consultor", completa Daiane.

Com clientes por todo Brasil, a HUG desenvolve projetos em empresas como a MaxMilhas, 99jobs, Hiper e SocialBase. "Para mim foi uma experiência de amadurecimento. Mais do que montar um processo de recrutamento e seleção, me levou a perguntas mais profundas sobre a minha postura como líder. Aprendi a enfatizar meus pontos fortes, melhorei meu autocontrole e aprendi a confiar no processo. Foi um aprendizado que eu não esperava tirar dessa consultoria", afirma Paulo Orione, CEO da Decora, maior produtora de imagens geradas por computador (CGI) do mundo, especializada na criação de ambientes 3D para decoração e um dos clientes da consultoria.

DIGITAL WORK PLACE FORUM

A TI INSIDE promove no dia 15 de dezembro próximo a 2ª edição do Digital Work Place Forum, que vai discutir como as empresas devem implantar o novo ambiente e o futuro do trabalho. Mais informações e inscrições no site www.digitalworkplaceforum.com.br

 

Deixe seu comentário