Quem é Sundar Pichai, o indiano que vai comandar o gigante Google

0
1

Desde que entrou no Google, em 2004, como vice-presidente de produtos da empresa, Sundar Pichai, sempre desempenhou um papel-chave na supervisão da área de pesquisa e de produtos de consumo, como o iGoogle, Google Toolbar, Desktop Search, Google Pack e — talvez o que tenha lhe rendido maior reconhecimento — o Chrome, navegador de internet que passou a ser o mais usado em desktops e dispositivos móveis no mundo, de acordo com a StatCounter.

Apesar disso, seu nome nunca figurou nas listas de especulações sobre quem assumiria o comando do Google quando Larry Page decidisse deixar o cargo de CEO. Por isso, sua nomeação como presidente-executivo, um dos cargos mais cobiçados do mundo, causou tanta surpresa. Mas, com certeza, não entre os diretores da companhia.

Dois anos atrás, depois de Andy Rubin renunciou, Page promoveu Pichai também para supervisionar o Android, o sistema operacional para dispositivos móveis que equipa 78% dos smartphones vendidos em todo o mundo. No post que publicou no blog corporativo do Google, na segunda-feira, 10, para anunciar a ampla reestruturação da companhia, não economizou nos elogios ao executivo indiano.

"Sundar tem um talento para criar produtos tecnicamente excelentes, mas fáceis de usar — e ele adora uma grande aposta", escreveu Page. "Tome o Chrome, por exemplo. Em 2008, as pessoas perguntavam se o mundo realmente necessitava de outro navegador. Hoje, Chrome tem centenas de milhões de usuários felizes", acrescentou ele, numa clara alusão ao papel de Pichai para o sucesso do produto.

Nascido no estado de Tamil Nadu, localizado no Sudeste da península Indiana, Pichai passou seus primeiros anos na região de Chennai, a capital e maior cidade do estado. De acordo com um longo perfil do executivo produzido pela Bloomberg Businessweek no ano passado, a família de Pichai só conseguiu ter o primeiro telefone após ele completar 12. Passou grande parte da infância sem que a família tivesse um aparelho de televisão ou um carro. A família se locomovia pela cidade em uma scooter, como todos os quatro membros de uma vez.

Depois de obter diploma de bacharel em engenharia pelo Instituto Indiano de Tecnologia Kharagpur, Pichai foi para os Estados Unidos e alcançou o título de mestre em ciência na Universidade de Stanford, na Califórnia, bem como em administração de empresas pela Faculdade de Direito da Universidade da Pensilvânia. Ele trabalhou como engenheiro na Applied Materials e em consultoria de gestão na McKinsey.

Pichai é bem quisto por muitos na comunidade de software por sua maneira afável e amigável com que trata seus subordinados e contemporâneos. "Sundar nunca teve um dia ruim. Sua energia positiva é contagiante e seu otimismo atrai os melhores talentos", disse Chris Sacca, um investidor de risco e ex-colega de Pichai no Google, em depoimento à Businessweek.

Deixe seu comentário