Brasileiro já realiza mais de 71 mil transações digitais por hora, segundo análise da Visa

0
0

Em seu segundo ano de análise, o Score Digital – modelo estatístico desenvolvido pioneiramente no Brasil pela Visa Consulting & Analytics, revelou que com o crescimento de brasileiros ativos no comércio eletrônico e a popularização dos aplicativos de filmes, transportes e música, o consumo digital cresce exponencialmente em números de consumidores e de transações: quatro em cada dez brasileiros portadores de cartão Visa são digitais e mais de 71 mil compras digitais aconteceram por hora no país em 2017, um aumento de 25% quando comparado a 2016. A análise revelou ainda que mais de 50% de pessoas com cartão Visa fizeram transações online nos últimos 3 meses, crescimento de mais 30% em relação ao ano anterior.

"É importante entender quem é esse consumidor e como ele se comporta, seja para melhorar a performance de nossos parceiros, criar produtos ou explorar os canais digitais com mais eficiência", conta Rodrigo Santoro, diretor executivo da Visa Consulting & Analytics. "O Score Digital utiliza os dados transacionais da rede de pagamentos da empresa a VisaNet, e tem monitorado migrações, evoluções, intensidade de consumo e vai além disso, antecipa tendências".

O modelo estatístico analisa uma série de variáveis, como intensidade de uso, variedade de comércios online, amplitude de valores gastos, evolução versus tempo, entre outras. São estudadas pela Visa todas as operações realizadas nas lojas virtuais e nos aplicativos, divididas nas seguintes dimensões: Streaming, Social Media, Central de Apps, E-commerces Tradicionais e Inovadores, Apps de Transporte e Turismo.

O segmento de streaming ainda se destaca na quantidade de transações online, juntamente com o segmento de transporte, encabeçadas principalmente pela pulverização dos aplicativos de taxis e de carros compartilhados e dos serviços de compartilhamento de filmes, músicas e séries – somados representam aproximadamente 30% das transações digitais. Isso é relevante pois são segmentos considerados porta de entrada para o consumo digital. Outra dimensão em que as pessoas costumam ser consideradas altamente digitais é a de games. Esses mesmos consumidores tendem a fazer transações digitais em outros segmentos também, e costumam ser leais às marcas que consomem.

Quem é o consumidor digital brasileiro?

Para entender o perfil dos compradores digitais, o Score Digital avalia os hábitos de compras em três categorias: Low Digital, que possuem um consumo digital esporádico; Medium Digital, que já adotam esses canais no dia a dia, mas em quantidade inferior às transações em lojas físicas; e Heavy Digital, que realizam predominantemente compras no mundo digital.

Nesse cenário, temos o seguinte perfil do consumidor digital brasileiro, que já representa 40% da população:

*43% dos consumidores são Low digital, porcentagem que diminuiu em comparação ao ano anterior (51%);

*Em relação aos intermediários, os Medium Digital representam 43%, vê-se um aumento em relação aos 39% de antes;

*14% dos consumidores portadores de cartões são Heavy Digital, categoria que também é possível ver um aumento comparado ao do estudo anterior (10%);

*O gasto médio em transações digitais dos Heavy Digital é 3 vezes maior que dos Medium Digital. E é 8 vezes maior que o dos Low Digital, considerando apenas as transações digitais.

*Quando se considera o total de transações (digital + não digital) o gasto médio dos Heavy Digital é 2 vezes maior que dos Medium Digital. E 4 vezes maior que dos Low Digital.

"Esses dados são de extremo valor para ajudar as empresas a se posicionarem como inovadoras. Ao avaliar o Score Digital percebemos que esse comportamento é extremamente dinâmico e a curva de crescimento está direcionada aos Heavy Digital. Reforçando a urgência de se estar preparado para as mudanças que surgirão com mais velocidade a partir da migração entre estes grupos – que já é possível notar de um ano para o outro", completa Rodrigo. "Considerar os impactos dessa nova economia digital é uma vantagem competitiva. O Score Digital nos permite não só acompanhar tendências como também ser o agente dessa transformação de consumo".

Deixe seu comentário