Telerradiologia desponta como opção para reduzir custos e agilizar diagnósticos

0

A telemedicina, conjunto de tecnologias e aplicações que permitem a realização de ações médicas à distância, tem se mostrado um mercado em franca expansão no mundo. Dados da consultoria Health IT News Direct projetam que as vendas da indústria do setor crescerá de US$ 9,8 bilhões, em 2010, para US$ 23 bilhões em 2015 globalmente. Acompanhando esse crescimento, a área de telerradiologia se consolidou como a principal especialidade e tendência do setor.

De fato, a especialidade, que se define pelo uso de ferramentas de TI para a realização de diagnósticos a distância, por meio do envio de imagens digitais, traz diversos benefícios tanto ao paciente quanto às empresas de serviços de saúde. Dentre eles, destacam-se a eficácia clínica e a excelente relação custo-benefício, segundo Mohan Mysore, diretor de desenvolvimento de negócios da Telerad Tech para América do Sul, do Norte e Europa, durante painel apresentado na 4ª edição do Fórum Saúde Digital, evento realizado nesta quarta-feira, 14, em São Paulo, promovido pela revista TI INSIDE e organizado pela Converge Comunicações.

"Mais do que reduzir custos, a telerradiologia permite que o diagnóstico de um paciente seja feito muito mais rápido, garantindo a redução no tempo de expedição de um laudo médico para um especialista em qualquer parte do mundo", ressaltou Mysore. Responsável por desenvolver o mercado de infraestrutura de compartilhamento de imagens na nuvem na Telerad Tech, empresa com sede nos Estados Unidos e na Índia, que fornece soluções (software e hardware) e serviços em radiologia, o executivo reitera, contudo, que o segmento ainda enfrenta alguns desafios como o de lidar com o constante aumento no volume de imagens geradas por exames, além da falta de otimização na distribuição geográfica de radiologistas, já que muitas regiões carecem de um profissional especializado.

O executivo também discutiu a relevância da nuvem nos procedimentos de telerradiologia. Com o serviço de cloud da Telerad, as imagens geradas em exames, tais como ressonância e ultrassom ficam armazenadas na nuvem, em data centers da companhia espalhados pelo mundo, podendo ser enviadas a médicos em qualquer localidade. Os profissionais acessam as informações de qualquer dispositivo móvel e conseguem emitir um laudo instantaneamente.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.