ESET alerta para ataque voltado a usuários brasileiros de site de e-commerce

0
19

Os especialistas do Laboratório de Pesquisas da ESET descobriram um novo ataque voltado a usuários brasileiros de um dos principais sites de e-commerce da América Latina. Na ação, os cibercriminosos enviam um e-mail informando o cancelamento da conta no sistema de pagamento online do site e que para reativá-lo é necessário acessar um link e inserir dados pessoais e bancários.

Abaixo, segue o exemplo do e-mail enviado pelos cibercriminosos:

eset1
Os especialistas destacam que, diferentemente de outras ações, o que chama a atenção é que, ao contrário de outros tipos de ataque do mesmo tipo – classificados como Phishing -, nesse caso, não existem indícios de fraude, já que não existem erros de ortografia, o domínio no qual o e-mail foi gerado parece ser válido e o link no botão "contate-nos" também sugere levar a um site válido.
Um dos indícios de que se trata de uma fraude é o fato de que, quando o usuário clica no link e é direcionado para a página de recadastro, ele precisa inserir e-mail ou apelido e senha. Contudo, independentemente de informar esses dados, ao clicar no botão 'entrar', o internauta é direcionado para a página na qual é solicitado o número do cartão de crédito e o código de segurança, conforme abaixo.

eset2

Uma vez que os dados do cartão de crédito são inseridos, o usuário é redirecionado novamente à página inicial do site, porém a URL não coincide com o site oficial da empresa mencionada. Trata-se de uma página clonada e, embora agora funcionem todos os links, as interações poderiam passar a ser monitoradas.
"Os usuários precisam ficar muito atentos a esse tipo de golpe e, principalmente, evitar inserir dados bancários, de cartão de crédito ou senhas sem ter total certeza de que trata-se de uma página segura", destaca Ilya Lopes, especialista de Awareness & Research da ESET Brasil "Caso o usuário tenha caído no golpe, indicamos mudar imediatamente a senha de acesso, comunicar-se com o site de e-commerce e bloquear o cartão de crédito", complementa.
Outro problema que pode afetar indiretamente o usuário que cai nessa armadilha é que caso ele use o mesmo nome de usuário e senha para outros sites populares como Facebook, Gmail, Twitter e/ou bancos, fica vulnerável a ataques. "Por conta disso, sempre sugerimos evitar utilizar as mesmas credenciais para vários serviços online", complementa.

Deixe seu comentário