Publicidade

    Portosys cria centro de excelência em desenvolvimento para atender clientes da IFS

    0
    Publicidade

    A Portosys, desenvolvedora de soluções e fábrica de software sob medida, criou o Portosys Labs, um Centro de Excelência em Desenvolvimento para o IFS Applications. O objetivo é tornar o ambiente uma referência para o ecossistema de parceiros IFS globais, sendo um laboratório para testar todas as ferramentas novas e novas versões do IFS para agilizar o uso pelos clientes no Brasil.

    A Portosys possui atualmente 45 funcionários e o Labs deverá ter cerca de 20 recursos dedicados à área de pesquisa e desenvolvimento. Até 2020 pretendem dobrar de tamanho nesse setor. “Nos últimos dois anos, tivemos um crescimento muito grande, crescemos 100%, um movimento que aconteceu a partir do momento que a IFS investiu no fortalecimento do ecossistema de parceiros. Nessa época, a Portosys assumiu a célula de suporte aos clientes da Latin IFS e passamos a ter uma grande demanda de novos desenvolvimentos.

    “Inicialmente, nosso foco principal são as customizações para América Latina, Portugal e Espanha. Atualmente, o laboratório principal de Pesquisa & Desenvolvimento da IFS global fica no Sri Lanka. É de lá que sai toda a inovação do IFS Applications. Nós da Portosys Labs queremos ser um laboratório capaz de trazer essas novidades mais rapidamente e já localizar para a realidade da nossa região”. “Já oferecemos serviços de suporte técnico para mais de 50 clientes da IFS e participamos de outros projetos de implementação, para os quais atuamos nas customizações e outros desenvolvimentos”, afirma Alexandre P. Dias Beheregaray, diretor comercial da Portosys.

    O investimento na Portosys Labs deve chegar a R$ 500 mil até o final de 2020. “Muito do nosso investimento será em recursos e treinamento de especialistas. Estamos em fase de definição de data para um treinamento da IFS Academy, com objetivo de qualificar os novos talentos e obter as certificações técnicas necessárias para ampliar as oportunidades”, conta o diretor.

    SEM COMENTÁRIOS

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Sair da versão mobile