Apple vence processo antitruste sobre iPods após uma década de disputa judicial

0
7

Após quase uma década de disputas legais, a Apple venceu na terça-feira, 16, o recurso contra uma ação coletiva que a acusava de violar a lei antitruste dos EUA ao suprimir a concorrência de seu player iPod, de acordo com informações do The Wall Street Journal.

Após deliberar por cerca de três horas, um júri de oito pessoas do Tribunal Distrital de Oakland, na Califórnia, decidiu por unanimidade que o iTunes 7.0 foi um aprimoramento de produto legítimo e que, portanto, não violou a lei antitruste.

"Toda vez que nós atualizamos cada produto da Apple ao longo dos anos, fazemos para tornar a experiência do usuário ainda melhor", disse a fabricante americana em um comunicado, em resposta ao fim do julgamento, que durou dez dias.

No processo em questão, o grupo de defesa do consumidor que propôs a ação alegava que, entre 2007 e 2009, a Apple apagou propositalmente de iPods músicas compradas por meio de serviços concorrentes. Os reclamantes, que pretendem recorrer da decisão, representam potencialmente oito milhões de consumidores lesados. Eles chegaram a pedir US$ 350 milhões em perdas e danos, valor que poderia ter sido triplicado nos termos da legislação de defesa da concorrência.

Na segunda-feira, 15, um ex-engenheiro do iTunes, a loja de conteúdos multimídia da Apple, ouvido como testemunha no julgamento, admitiu ter trabalhado em um projeto que se "destinava a bloquear 100% dos não clientes do iTunes" e "impedir a entrada de players concorrentes", que competiam com o iPod.

Deixe seu comentário