Telefônica e Seat mostrarão casos de uso de carro conectado com 5G durante MWC

0
0

As ruas de L'Hospitalet de Llobregat serão palcos dos casos de uso de carro conectado e direção assistida via 5G em um ambiente real, graças ao trabalho conjunto de Telefónica, SEAT, Mobile World Capital Barcelona, Ficosa, ETRA e i2CAT, com a colaboração de CTTC e UPC.

Também participaram a Ericsson e a Qualcomm Technologies, Inc., uma sucursal da Qualcomm Incorporated, para equipar tanto os veículos como o ambiente que os rodeia com uma tecnologia que lhes permite trocar informações, com o objetivo principal de aumentar a segurança na estrada. O projeto faz parte da iniciativa 5G Barcelona, cujo objetivo é consolidar a cidade de Barcelona como o hub 5G de referência na Europa.

Os dois elementos fundamentais para tornar esses casos de uso uma realidade são a tecnologia C-V2X (sigla em inglês para Cellular Vehicle to Everything) e a tecnologia de Edge Computing. De modo concreto, a tecnologia C-V2X oferece assistência à direção, ao permitir permite que o veículo se comunique com todos os elementos do ambiente (outros carros, semáforos, sinalização, pedestres, ciclistas, motocicletas etc.).

Além disso, para que os carros "conversem" com a cidade, é necessário que as latências sejam mínimas e, portanto, é preciso implementar a capacidade 5G na rede atual, especificamente a funcionalidade do servidor Edge Computing, um "grande cérebro distribuído", que hospeda conteúdos e aplicativos muito perto de onde o usuário os consome.

A SEAT forneceu dois veículos, modelos Ateca e Arona, equipados com a mais recente tecnologia em conectividade e modificados para poder oferecer avisos ao motorista pelo painel de instrumentos; a Telefónica contribuiu oferecendo conectividade ponta a ponta e, como novidade, abrindo suas redes para que terceiros possam implementar aplicações na borda da rede – como é o caso da gestão de tráfego; a Ficosa desenvolveu e produziu a plataforma de comunicações C-V2X, embarcada no veículo, que permite a transmissão de informações de um carro para qualquer entidade que possa afetá-lo e vice-versa; o i2CAT foi responsável pelo desenvolvimento da solução de localização ultra-precisa para a bicicleta; o ETRA, fornecedor e prestador da infraestrutura de estradas de rodagem, colaborou fornecendo conectividade a cruzamentos com semáforo; e o Mobile World Capital Barcelona, representando a 5G Barcelona, é o supervisor geral do projeto, além de apoiar a coordenação. Por sua vez, a Ericsson forneceu a tecnologia 5G e a Qualcomm Technologies é a fornecedora da plataforma de conectividade, tanto para comunicação em rede como para comunicação direta.

Os três casos de uso de direção assistida que serão demonstrados em Barcelona, ao redor da Fira, no Mobile World Congress, são:

• Detecção de um pedestre em uma faixa de travessia: o semáforo detectará, por meio de uma câmera térmica, a presença de pedestres na faixa de travessia e, via Edge Computing, avisará aos veículos, que mostrarão uma mensagem de alerta no painel de controle caso seja necessário.

• Detecção de ciclista em curva à direita: a bicicleta equipada com conectividade e com uma solução de localização ultra-precisa, via edge, se comunica com os carros ao seu redor para informá-los de sua localização. Em caso de possível colisão, os carros mostrarão uma mensagem de aviso no painel de controle. A bicicleta pode ser localizada graças às balizas ultrawideband instaladas na estrada.

• Detecção de um carro parado em estrada com baixa visibilidade: o carro parado em uma zona da estrada com baixa visibilidade ativa as luzes de emergência e notifica automaticamente o restante dos veículos que se aproximam com uma mensagem no painel de controle. Essa comunicação é feita por meio de interface de comunicação direta.

Deixe seu comentário