A diferença entre recuperação de desastres e continuidade de negócios

0
140

A recuperação de desastres e o planejamento de continuidade de negócios são processos diferentes que ajudam as organizações a se prepararem para os mais distintos problemas, que podem incluir, desde uma queda de energia causada por uma forte tempestade, até um incêndio que atinja a sede da empresa, danificando computadores e servidores.

A recuperação de desastres é o processo pelo qual a empresa visa restaurar as aplicações após, como o próprio nome sugere, um desastre. Este "desastre" pode ser algo enorme, como um terremoto ou os ataques terroristas ao World Trade Center, ou algo de menor expressão, como um mal funcionamento de um software causado por um vírus.

Historicamente, nós sempre olhamos o lado positivo das situações e pensamos que esses incidentes nunca vão acontecer conosco, o que faz com que muitos executivos estejam inclinados a ignorar a necessidade de um plano de recuperação de desastres, pois trata-se de uma situação pouco provável.

Já o planejamento de continuidade de negócios sugere uma abordagem mais abrangente, para assegurar que a empresa continue operando e gerando receita, não só após um desastre natural (como o exemplo que demos no início do artigo), bem como no caso de problemas menores, como a saída de um funcionário chave, problemas de parceiros que refletem na operação ou qualquer outro desafio que as empresas possam encarar ao longo do tempo.

Toda a empresa deve trabalhar em conjunto e fornecer os indicadores para determinar qual é o tipo de plano necessário e quais os sistemas e unidades de negócios são os mais cruciais para o core business. Juntos, é possível que a empresa decida quais as pessoas são responsáveis por declarar um desastre e atenuar seus efeitos. O plano de continuidade de negócios também deve estabelecer um processo para localizar e comunicar-se com os funcionários durante ou após um problema como esses.

Sua empresa ainda não sabe qual método utilizar para garantir o bom funcionamento dos negócios ou possui alguma dúvida sobre a diferença entre os conceitos?

Adriano Filadoro, diretor Comercial e Sócio da Online Data Cloud.

Deixe seu comentário