BNDES adere ao Sistema de Pagamentos Brasileiro

0
2

Depois de 12 anos da entrada em operação do Sistema de Pagamentos Brasileiro (SPB), o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aderiu ao sistema, o que significa que passará a realizar movimentação financeira por meio de conta reserva bancária no Banco Central, sem necessidade de intermediação de outra instituição financeira, informou o banco de fomento, em nota.

O novo modelo trará benefícios tanto aos clientes das operações diretas quanto aos agentes financeiros das operações indiretas. Os pagamentos passarão a ser feitos por boletos com código de barras e não mais por meio de avisos de cobrança. Os boletos de cobrança, inclusive para liquidação antecipada de contratos, estarão disponíveis para emissão no espaço CobrançaNet, aqui.

Vantagens

As duas grandes vantagens para os clientes das operações diretas são a praticidade do pagamento dos boletos em qualquer banco — nas agências, internet banking, postos de atendimento e caixas eletrônicos, por exemplo — e a antecipação da liberação de crédito, que hoje só ocorre durante o horário de expediente externo das agências bancárias. Agora, o crédito poderá ser liberado das 6h30 às 17h30.

Para o BNDES, a mudança representa uma oportunidade de melhorar o processo de cobrança e conciliação. Proporciona também mais eficiência nas operações com o mercado financeiro, bem como na gestão de caixa e no processo de liquidação. Melhora ainda a qualidade dos serviços prestados aos clientes e parceiros.

A partir do dia 30 deste mês, os avisos de cobrança serão descontinuados e substituídos pelos boletos. Os boletos com vencimento entre 30 de junho e 15 de julho deverão ser consultados pela internet a partir de 30 de junho, na opção "Gerar boletos" do CobrançaNet.

Deixe seu comentário