Impactos da União do 5G com a tecnologia em nuvem

0
29

Quem é antenado no universo digital sabe que o surgimento do 5G veio para revolucionar o mercado da tecnologia. De acordo com a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), este recurso está previsto para ser implementado no Brasil este ano e terá um grande impacto na vida das pessoas, além de ser um avanço para a Nuvem. 

Conhecido por ser a quinta geração de soluções wireless mobile, o 5G permite que os dados sejam enviados e recebidos de maneira mais acelera, ou seja, 20 vezes mais rápida do que o 4G. Além disso, as aplicações irão circular de forma mais eficiente e a interface end-to-end de features mobile será mais responsiva. 

Todas essas funcionalidades só reforçam o quanto o 5G será benéfico para a cloud computing. A tecnologia em nuvem oferece uma série de recursos e funcionalidades, como infraestrutura, softwares, bancos de dados, redes e até mesmo a capacidade de monitoramento. Porém, ela necessita de uma rede que suporte altas taxas de transferência e possibilite uma latência menor e ele irá contribuir ainda mais para esses processos.

Todavia, existem alguns questionamentos sobre a relação entre sistema e a Nuvem e como será possível compartilhar dados e arquivos de forma segura e eficiente. Mas, uma coisa é fato, sem a nuvem, as operadoras teriam que investir bilhões de dólares em dispositivos inteligentes e autônomos que serviriam para coletar e gerenciar os dados promovidos pela nova tecnologia.

Com isso, é possível dizer que o 5G e cloud computing caminham juntos para que os usuários tenham ainda mais benefícios. Um exemplo disso são os aplicativos voltados para celulares e dispositivos móveis que dependem inteiramente de soluções em nuvem e uma conexão favorável para funcionarem de maneira eficaz. Isso mostra que a conectividade impacta diretamente na funcionalidade da computação em nuvem e o acesso a recursos virtuais.

Em outras palavras, existem alguns desdobramentos tecnológicos do 5G que só são possíveis a partir da nuvem, como o trabalho remoto e presencial que terá maior qualidade de conectividade e segurança para o usuário; transferência de dados por IoT, que possibilita o aumento da força do sinal da rede, minimizando problemas de latência e o processamento de dados e Inteligência Artificial (IA) que ganham espaço quando eles são coletados e transitam de forma mais rápida. 

Por fim, não há como negar que a computação em nuvem se tornou a base para os avanços tecnológicos que surgiram após ela. No caso do 5G e o cloud computing, além de mudar a forma como os dados são armazenados e tratados conseguem também otimizar os resultados operacionais das empresas e aprimorar a comunicação e agilidade nas transferências dessas informações. Portanto, podemos concluir que essa solução e a nuvem já são indissociáveis e estão realizando uma grande revolução no mercado digital. 

Armindo Sgorlon, CEO da SGA TI em Nuvem.

Deixe seu comentário