MC1 nomeia novo diretor de Sustentação

0
23

A MC1 acaba de anunciar o ingresso de Rogério Vinicius como sócio-diretor de Sustentação, com a missão de alavancar a escalabilidade e a qualidade dos serviços da empresa a seus clientes corporativos.

"A MC1 desenvolveu tecnologias e produtos muito focados nas operações de ponto de venda de grandes indústrias de bens de consumo. A solução de mobilidade vem com funcionalidades de quem conhece tanto os processos corporativos quanto a realidade das operações em campo de larga escala, com diferenciais como capacidade de execução offline (para áreas sem cobertura); integração ágil com ERPs Oracle e SAP; recursos de Inteligência Artificial; além de SLAs elevados. Isso levou a um crescimento muito rápido, com grandes projetos na América Latina. Os resultados dos clientes corporativos globais, por sua vez, atraem novos projetos, o que leva a MC1 a reformular sua estrutura de serviços", explica o novo diretor.

Com mais de 25 anos no setor, Rogério tinha sido diretor de TI da Stefanini entre 2013 e 2019, última função antes se associar à MC1, para onde traz sua experiência com estruturação e gestão de negócios globais. A nova unidade MC1 Sustain atua sobre quatro pilares: tecnologia e cloud (disponibilidade, performance, segurança e compliance na infraestrutura); gestão de ciclo de vida da aplicação, com squads nos clientes para suportar customizações e integrações com o legado; monitoramento e apoio à gestão dos clientes com Business Operation Center; e suporte.

Parcerias e certificação de canais

Serviços com estrutura global e capacidade regional. Para atender a essa demanda das indústrias, a MC1 Sustain formou um grupo de engenheiros seniores para suporte aos clientes e aos canais que a companhia começa a desenvolver. As parcerias são segmentadas em atividades de suporte, customização, implementação e comerciais, com programas de capacitação direcionados a cada tipo de canal.

A nova estratégia de parcerias começa pela área de Suporte e Delivery. A primeira certificação ocorreu no México, e já há programas em andamento no Brasil, EUA, Europa e Oriente Médio. Além da região das Américas, onde a MC1 está consolidada como principal provedora corporativa, a articulação das parcerias dá acesso a indústrias de outras regiões à tecnologia MC1.

Rogério Vinicius enfatiza que, junto ao trabalho de canais e parceiros, a MC1 continua totalmente responsável pelos resultados dos clientes finais, como visibilidade e insights sobre os negócios no Business Operation Center. Esse centro global faz o monitoramento de indicadores técnicos, como disponibilidade e desempenho da infraestrutura, e de negócios, como UX (experiência do usuário) e performance comercial dos pontos de venda.

"Nunca vamos renunciar ao controle direto de Quality Assurance. Os serviços de valor adicionado, como monitoramento e inteligência de negócio, continuam a ser entregues pela MC1", afirma Rogério.

Deixe seu comentário