Sebrae e Fapesp destinam R$ 25 milhões em recursos para 21 startups

0

Vinte e uma startups de base científica e tecnológica do Estado de São Paulo foram selecionadas para receber R$ 25 milhões, ou R? 1,2 milhão cada, em média, para ajudar no desenvolvimento de soluções inovadoras. A ação é resultado do primeiro edital lançado pelo convênio entre Sebrae-SP e Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo), por meio do Programa PIPE, programa de apoio de pesquisa para inovação em empresas, para o qual foram submetidas 87 propostas no total.

As startups aprovadas são das cidades de Botucatu (1), Campinas (2), Piracicaba (4), Ribeirão Preto (2), São Carlos (2), São José do Rio Preto (2), São José dos Campos (3) e São Paulo (5). Além de oferecer apoio à pesquisa, viabilizado com os recursos da Fapesp, a parceria determina que os recursos do Sebrae possam ser utilizados pelas empresas para ações de acesso a mercado, como desenvolvimento comercial, participação em feiras e consultorias para captação de investimentos, internacionalização e outras atividades que ajudem a empresa a entrar no mercado.

"O negócio pode estar pronto, ter uma plataforma maravilhosa, ter investidor, mas, se não vender, não adianta. O que salva o negócio são as vendas e o Sebrae vai ajudar as startups a encontrarem mercado. É isto que essa parceria proporciona: a Fapesp financia a atividade de pesquisa para inovação e o Sebrae apoia o acesso ao mercado para que os projetos cresçam e prosperem", afirma o diretor-superintendente do Sebrae-SP, Wilson Poit.

O diretor científico da FAPESP, Luiz Eugênio Mello coloca que "A FAPESP entende que o apoio ao empreendedorismo de base tecnológica é fundamental. O sucesso do PIPE vem do sucesso das empresas apoiadas pelo programa. Esta é uma oportunidade de ter o apoio para formar seus núcleos de inovação tecnológica junto com o de se desenvolver na gestão de negócios, para ter seu potencial de sucesso ainda mais alavancado".

As startups selecionadas estão em fase de formalização com a Fapesp para o recebimento dos recursos e serão atendidas pelo Sebrae a partir de abril por meio do programa Start, em parceria com a Associação Brasileira de Startups (Abstartups). Durante dois anos, cada startup terá uma pessoa especialista que fará o acompanhamento das ações desenvolvidas, além de ter acesso a mentorias gratuitas conforme próprias necessidades.

Oportunidade – 1000 Vagas

O Sebrae-SP oferece mais de 1 mil vagas para atender startups paulistas em busca de reforço para se estruturar, crescer e expandir seu mercado. As oportunidades atendem às mais diversas necessidades dos pequenos negócios inovadores: acesso a capital, aceleração, vendas e internacionalização, entre outros temas. As ações são voltadas para startups em diferentes momentos da jornada, desde iniciantes a avançadas, em fase de tração e escala, e para aquelas que atuam em áreas específicas do mercado (saúde, agro, startups científicas, fintechs etc). Informações no site.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui