Tesla processa ex-funcionário que roubou dados da empresa

0

A Tesla anunciou que instaurou uma ação judicial nesta quarta-feira, 20, acusando um ex-funcionário de invadir o sistema de computador da montadora para roubar dados da empresa e enviá-lo para um terceiro sem nome revelado.

O processo do fabricante de carros elétricos, que deu entrada em tribunal federal em Nevada, diz que o ex-empregado Martin Tripp admitiu ter escrito software para hackear o software operacional da empresa e transferir vários gigabytes de dados para "entidades externas", incluindo dezenas de fotografias e vídeos confidenciais do sistema. Ele também escreveu um código de computador para exportar dados de Tesla de sua rede, alegou a Tesla em seu processo.

No início desta semana, o executivo-chefe Elon Musk, em um memorando aos funcionários, alertou que eles deveriam estar à procura de possíveis sabotadores, observando que um funcionário foi considerado conduzindo uma "extensa e prejudicial sabotagem" às operações da empresa e invadiu os sistemas para exportar dados.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui