Oracle frustra previsões de Wall Street e ações despencam

0
5

O desempenho trimestral abaixo do esperado pelos analistas de Wall Street, fez as ações da Oracle desabarem na bolsa eletrônica Nasdaq nesta quinta-feira, 21. Os papéis da empresa, que abriram o pregão cotados a US$ 32,79 e chegaram a atingir o pico de US$ 32,94, encerram o dia valendo US$ 32,30, uma queda de 9,69% em relação ao fechamento do dia anterior. O declínio ocorreu após a divulgação do balanço financeiro do terceiro trimestre fiscal, encerrado em 28 de fevereiro.

A receita da companhia, de US$ 8,95 bilhões no período, se manteve praticamente estável em relação a igual trimestre do exercício fiscal anterior, bem abaixo dos US$ 9,4 bilhões estimados pelos analistas. O fraco desempenho financeiro foi sentido já no after-hours trading, negociação após o fechamento da Nasdaq, no dia do fechamento do balanco, quando as ações tiveram queda de 6%, recuo que se agravou no decorrer do dia seguinte.

Em conferência com analistas, a diretora financeira (CFO) da Oracle, Safra Catz, atribuiu o mau resultado ao fato de as equipes de vendas serem recém-contratadas, que tiveram dificuldade para o fechamento de novos negócios. "Desde quando começamos a contratar milhares de novos representantes de vendas em todo o mundo, o problema tem sido a execução de grandes vendas, especialmente com novas equipes, e o reflexo está impresso no terceiro trimestre", justificou ela. Conforme informa o All Things Digital, que acompanhou a conferência, a executiva admitiu que a solução para esta questão reside nas operações internas da Oracle, que já estão sendo executadas.

Deixe seu comentário